Header Ads

Comparação de coeficientes de incidência mostram que as taxas de contaminação da Covid em Crato são mais altas do que no Mundo

FOTO: Toni Sousa
A Prefeitura de Crato divulgou na última sexta-feira (17), um Boletim Epidemiológico com informações mais detalhadas sobre a Covid-19 no município. Apesar da divulgação ter sido feita na sexta, os dados foram coletados até a última quinta-feira (16). A cidade registrava 2.369 casos confirmados, 1.064 recuperações, 40 suspeitas, 34 óbitos e 5.178 casos descartados.



Dentre as informações, os dados de comparação dos coeficientes de incidência, afirmam que o Crato tem mais taxas de contaminação do que no mundo. 

A comparação de coeficientes de incidência são os números de casos novos notificados das diversas formas, expresso por 100 mil habitantes, ocorridos em determinado local e período. 



O cálculo feito é a divisão dos números de casos da Covid-19, pelo número de habitantes, multiplicado por 100 mil.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Crato possuí 135.604 habitantes (2017). As confirmações no município marcaram 1.793 a cada 100 mil moradores. 

O Ceará tem cerca de 9,1 milhões de residentes, segundo o IBGE (2019). O número de pessoas nos índices de casos confirmados, marcam 1.568, de acordo com o cálculo, baseado a cada 100 mil habitantes. 

Em todo o Brasil, há cerca de 210 milhões de pessoas, baseado nas pesquisas do IBGE (2019). O gráfico mostra que no país, são 957 pessoas a cada 100 mil habitantes. 

Por fim, em todo o Planeta Terra, há cerca de 7,7 bilhões de pessoas, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU). São 177 contaminados no Mundo, a cada 100 mil habitantes.

(Fonte: Site Badalo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.