Header Ads

Covid-19: Cientistas de Oxford anunciam que vacina testada no Brasil é segura e induz resposta imune

Testes indicaram que vacina produzida pela Universidade de Oxford e testada no Brasil é segura induz resposta imune FOTO: JOEL SAGET / AFP
Pesquisadores da Universidade de Oxford anunciaram nesta segunda-feira (20) que a vacina contra o coronavírus produzida pela universidade britânica, testada no Brasil, no Reino Unido e na África do Sul, é segura e induziu resposta imune. As informações são do portal G1. 

Os resultados dizem respeito às fases 1 e 2 de testes em humanos, realizadas no Reino Unido. A imunidade deve ser reforçada com uma segunda dose, segundo os cientistas. Para a fase 3, o Brasil começou a testar voluntários em 24 de junho.

As duas primeiras fases, realizadas simultaneamente, testaram a vacina em 1.077 voluntários. Ensaios mostraram que a vacina induziu a resposta imune até 56 dias depois da administração da dose. 

A resposta por células T(células do sistema imunológico que identificam e destroem ouras células infectadas) foi vista 14 dias após a dose. Já a resposta de anticorpos (células que destroem o próprio vírus), foi identificada 28 dias após a vacinação. 

A resposta imune foi medida em laboratório. Para confirmar se a proteção é efetiva contra a infecção, são necessários mais testes. A fase 3 do estudo é que deve determinar de fato se a vacina protege a população, segundo os cientistas. 

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), que coordena o estudo no país, afirmou que as vacinas serão aplicadas em profissionais da saúde com alta probabilidade de entrar em contato com o novo coronavírus. 

O Governo Federal fechou um acordo de cooperação com a Universidade de Oxford e a AstraZeneca - empresa farmacêutica responsável- para a compra de lotes e transferência de tecnologia. Serão 100 milhões de doses para distribuição, se demonstrada eficácia. 

A vacina de Oxford foi considerada a candidata com melhor desenvolvimento entre as mais de cem em produção. Em junho, a AstraZeneca, afirmou que há possibilidade de que a vacina pode ser distrubuída no país em janeiro de 2021. 

Vacina chinesa testada no Brasil 
Uma outra vacina contra o novo coronavírus, produzida pela empresa chinesa Sinovac Biotech, começou a ser testada no Brasil nesta segunda-feira (20). Em maio, a revista 'The Lancet' publicou que a vacina da Sinovac é capaz de induzir a criação de anticorpos. Após testes, a empresa afirmou que a substância é segura. 

Por meio de parceria com o Instituto Butantan, do Governo de São Paulo, serão vacinados 9 mil voluntários em São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraná e Distrito Federal.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.