Header Ads

Covid-19: lockdown nas regiões Norte e Cariri favoreceu queda da curva epidemiológica no Ceará

Movimentação na praça central, em Granjeiro, em junho, durante
o isolamento social. FOTO: JL ROSA
As medidas de isolamento rígido (lockdown) nas regiões de saúde Norte e Cariri foram essenciais para a queda da curva epidemiológica dos casos confirmados de Covid-19 no Ceará. A informação é do boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará (Sesa) e evidencia a interiorização do novo coronavírus no Estado. 

Quando Fortaleza entrou em lockdown, durante o mês de maio de 2020, a curva epidemiológica chegou a um platô - situação na qual as taxas de contaminação nem sobem, nem caem. Foi necessária a implementação e prorrogação do isolamento rígido principalmente em Sobral, seguida de Juazeiro do Norte, para frear gradualmente o crescimento de casos confirmados. 

Veja o gráfico que indica a curva epidemiológica de casos confirmados por Covid-19 no Ceará e os períodos de lockdown:



Os dados do boletim foram divulgados na noite dessa quinta-feira, 30. O comparativo é feito pelos números de casos e mortes associados à Covid-19 registrados nos períodos de 21 de junho até 4 de julho e de 5 de julho até 18 do mesmo mês. O intervalo de 15 dias é necessário para se considerar o tempo de incubação do vírus.

Cadeias de transmissão 
De acordo com o documento, as Regiões de Saúde Cariri, Sertão Central e Litoral Leste “não parecem apresentar tendência de redução consistente nas últimas semanas”. Além disso, essas regiões de saúde apresentam número de reprodução efetivo (RT) em torno de 1,0. Para a Sesa, isso pode significar a continuidade das cadeias de transmissão de Covid-19 e a permanência da epidemia no Ceará. 

O RT determina o potencial de propagação do Sars-Cov-2. Quando ele está superior a 1,0, significa que cada paciente transmite o coronavírus para pelo menos mais uma pessoa. Se ele está menor de 1,0, a cadeia de transmissão é quebrada aos poucos, já que menos pessoas são contaminadas. 

Dessa forma, o recomendável é manter o RT abaixo de 1. Em média, o Ceará chegou a essa taxa inferior, mas os números do Interior ainda preocupam, afirma o boletim. Juntas, as regiões Cariri, Litoral Leste e Sertão Central somam 45.694 casos confirmados de Covid-19, 1.158 óbitos e 39.404 recuperados. Os dados são da plataforma IntegraSUS, da Sesa, atualizados às 9h16min desta sexta-feira, 31. 

Os números equivalem a 26,3% do total de casos confirmados (173.882) do Ceará, 15,1% dos total de óbitos (7.668) por Covid-19 e 27% do total de casos recuperados (145.787) da doença. Os dados totais também são da Sesa, atualizados hoje.                    (O Povo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.