Header Ads

Apesar de preocupação, Camilo diz que já "há tendência de estabilidade e término do pico da pandemia" nas principais cidades do Cariri


Por Redação Gazeta do Cariri

Na noite desta quinta-feira (23) o governador Camilo Santana fez mais uma apresentação das medidas que o Estado tem adotado no enfrentamento à pandemia. A fala ocorreu minutos após ter sido encerrada a 19ª reunião do Comitê Estadual de Enfrentamento à Covid-19 no Ceará. Os encontros ocorrem todas as quintas-feiras e reúne 29 instituições municipais, estaduais, federais, setor produtivos, ONGs, entre outras, para discutir os números da pandemia no estado. 

“Esse Comitê abrange desde o Tribunal de Justiça, Ministério Público, Federação das Indústrias, Central Única dos Trabalhadores, academias, universidades. Sempre defendo que as ações devem ocorrer com muito diálogo e transparência, sempre ouvindo as opiniões e sugestões de todos os segmentos. É o que temos feito desde o início dessa pandemia”, citou Camilo Santana. 

Durante a apresentação o governador apontou que os casos de coronavírus no estado continuam em queda, principalmente na Capital. “Os números têm melhorado, tanto assistenciais como epidemiológicos na macrorregião de Fortaleza e também na macrorregião Norte. Estável no Litoral Leste e Jaguaribe”, afirmou Camilo Santana. “Centro-Sul e Cariri, hoje, é a maior preocupação, mas há tendência de estabilidade e término do pico da pandemia especialmente nas principais cidades. Os números têm apontado para isso”. 

No geral, de acordo com o governador Camilo Santana, o Ceará tem diminuído os números, mesmo testando de forma massiva. “Já são quase 411 mil testes realizados no estado. O Ceará é um dos estados que mais testam no país e isso tem sido importante para nos orientar e dar as informações mais seguras em relação ao enfrentamento da pandemia no Ceará”, explicou. “Lembrando sempre que todos os dados estão no IntegraSus, onde todo cidadão pode acompanhar qualquer informação como rede de UTI, números de óbitos, de recuperados, testes por macrorregião, por municípios, taxa de letalidade. Todas as informações estão disponíveis”.

Nesta semana o Estado iniciou a distribuição de cerca de dois milhões de itens de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), para os municípios cearenses. “Essa é a segunda remessa que fazemos para que os profissionais de saúde possam estar preparados e equipados para o enfrentamento desta pandemia. São máscaras, luvas, enfim, todo o equipamento de proteção individual necessário para o trabalho desses profissionais a quem quero agradecer e parabenizar pelo trabalho que têm feito, tanto profissionais públicos estaduais e municipais, como da rede privada”. 

Além da distribuição de EPIs o Estado continua ampliando as ações na rede de atenção à saúde. Também nesta semana o governador já havia divulgado em redes sociais mais 10 leitos de Unidades de Terapia Intensiva, o que praticamente dobra a quantidade de UTIs em Crateús, que atende à região do Sertão de Crateús no Ceará. “Continuamos ampliando. A Secretaria da Saúde trabalha para ampliar o atendimento à população do Ceará”. 

Outra medida importante iniciada nesta semana foram as ações sanitárias no Aeroporto de Fortaleza. Em parceria com a Anvisa foi montada barreira sanitária com medição de temperatura dos passageiros que chegam em Fortaleza, com retorno dos voos na Capital, assim como a testagem nos profissionais trabalhadores do aeroporto internacional. “Uma das mais importantes ações que precisamos fazer agora é o monitoramento, rastreamento, o acompanhamento, protocolos, para que que possamos manter o controle da pandemia no estado do Ceará”.

Hoje o governador se reuniu com o Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia. Nesta sexta-feira (24) será a vez de reunir o Comitê Científico, responsável por definir a autorização da retomada gradual e sustentável da economia do Estado.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.