Header Ads

Mãe e filhos suspeitos de estelionato contra idosos são presos pela Polícia Civil no Cariri


Uma ação da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia Regional de Brejo Santo e da Delegacia Municipal de Milagres, cumpriu, na manhã desta sexta-feira (17), dez mandados de prisão preventiva em desfavor três pessoas da mesma família suspeitas de crime de estelionato contra idosos. As capturas ocorreram em Brejo Santo e na zona rural de Milagres. 

Após investigações sobre fraudes envolvendo empréstimos, que tinham idosos como alvos, a Polícia Civil chegou até o paradeiro de Francisca Macilda Alves Almeida (42), sem antecedentes criminais. Ele estava em sua residência, na cidade de Brejo Santo, quando foi presa. A mulher é mãe dos outros suspeitos, que também foram capturados nesta manhã. Em desfavor da mulher foram cumpridos quatro mandados de prisão preventiva por estelionato e associação criminosa. Já o seu filho, Francisco Mateus Alves Almeida (21), sem antecedentes criminais, foi preso em sua residência situada na mesma cidade. Contra ele, havia quatro mandados de prisão preventiva por estelionato e associação criminosa.

Por fim, a terceira suspeita, que também é filha de Macilda, foi identificada como Marina Alves Almeida (24), sem antecedentes criminais. Ela foi presa em sua residência no sítio Água Vermelha, zona rural de Milagres. Em desfavor da suspeita, foi dado cumprimento a dois mandados de prisão preventiva por estelionato e associação criminosa. Diante dos fatos, o trio foi encaminhado à Delegacia Regional de Brejo Santo, onde prestaram esclarecimentos. Os suspeitos agora se encontram em unidade penitenciária da região. A Polícia Civil segue investigando se mãe e filhos estão envolvidos em outras condutas delituosas. 

Sobre o crime 
Macilda é apontada como chefe do grupo criminoso. Segundo as investigações, a mulher procurava as vítimas, de preferência pessoas idosas, e prometia um empréstimo relativamente alto, mas com parcelas baixas para atraí-las. Ao se deparar com um alvo, ela ia com um dos filhos até uma agência, onde o idoso possuía conta bancária, e o levava até um caixa eletrônico. Durante a ação, ela cadastrava o número de um celular de seu conhecimento, e através do internet banking, a suspeita controlava as contas das vítimas. 

Ela também agendava todas as transações, para assim que o dinheiro estivesse disponível na conta dos idosos, os valores fossem transferidos para os seus filhos. Se as vítimas tivessem margem para consignação, o trio também contratava, deixando a conta negativa no mês seguinte. 

Denúncia 
A Polícia Civil ressalta que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número (88) 3531-4841, da Delegacia Regional de Brejo Santo. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.