Header Ads

Mercados públicos do Crajubar se adaptam a desinfecção e segurança sanitária após reabertura

FOTO: Lino Fly
Os mercados público de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha estão passando por um novo processo habitual para permanecerem funcionando durante a pandemia do Covid-19. Desinfecção de ambientes, uso de EPI’s, controle de acesso e medidas protetivas de segurança passam a ser adotados para que os estabelecimentos alocados nestes não parem completamente. Confira como estão sendo realizados os procedimentos nos equipamentos públicos do Crajubar. 

Juazeiro do Norte
A Prefeitura de Juazeiro do Norte tem dado atenção especial ao Mercado do Pirajá, sendo que este obteve reabertura na última sexta-feira (26), depois do fechamento preventivo após anúncio do lockdown na cidade. Conforme dados informados, o mercado tem recebido higienização e desinfecção diariamente. 

Os demais mercados públicos do município também passaram pelo mesmo processo, mas devido o grande fluxo de pessoas, o Pirajá recebe este procedimento diariamente. Este trabalho é realizado através da MXM Soluções Ambientais, que é responsável pelo serviço de limpeza no município, em parceria com as equipes de limpeza dos mercados. 

Abertura para o público em todo os mercados ocorre das 6 horas às 12 horas, e fechamento geral às 13h. Há também controle nas entradas e saídas, para evitar aglomerações e possíveis contaminações, respeitando as medidas da Secretaria de Saúde e Ministério da Saúde. 

Crato 
Em Crato, mercados públicos também seguem dentro dos procedimento de higienização e desinfecção. Conforme informações da Prefeitura do Crato, que também está em lockdown, nesta próxima semana deverá ocorrer uma nova desinfecção geral nas unidades públicas do município. 

Estes permanecem funcionando, também com horário reduzido e limitação de acesso, com uso obrigatório de máscaras e EPI’s. 

Barbalha 
Já a Prefeitura de Barbalha segue fazendo a fiscalização no Mercado Central da cidade. Conforme informações preliminares repassadas pela Secretaria de Infraestrutura, a pasta acompanha a desinfecção dos mercados públicos e faz, junto a Secretaria de Meio Ambiente e Vigilância Sanitária, a fiscalização do ambiente. 

No entanto, a secretaria ficou de informar mais precisamente se o horário de funcionamento está reduzido e com qual frequência o mercado passa por higienização, e também se os profissionais do local usam adequadamente os EPI’s. 

Até o fim desta reportagem a pasta ainda não retornou à redação quanto a esta informação.

(Fonte: Site Badalo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.