Header Ads

MP, Prefeitura e Igreja debatem sobre impacto da pandemia nas romarias de Juazeiro

FOTO: Antonio Rodrigues
Mesmo sem perspectiva de retorno das romarias em Juazeiro do Norte, a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Turismo e Romaria (Setur), se reuniu de forma virtual durante esta semana com o Ministério Público, representantes da Secretaria de Saúde e da Basílica Santuário Mãe das Dores para debater sobre o impacto do atual cenário pandêmico no turismo religioso. 

O Secretário Júnior Feitosa apresentou pesquisa realizada pelo Setor de Inteligência da Setur durante as romarias dos anos anteriores, em que foram identificadas as cidades com maior fluxo de romeiros que visitam Juazeiro do Norte durante as festas religiosas. A partir dessa pesquisa, a equipe técnica da Secretaria tem acompanhado a quantidade de infectados nesses municípios semanalmente. 

As promotoras de justiça, Alessandra Magda e Efigênia Coelho, solicitaram o envio desse material ao Ministério Público para avaliação. As promotoras também explicaram que um avanço gradativo de reabertura das romarias depende do número de casos de infectados e vagas e leitos hospitalares, logo, este cenário em Juazeiro do Norte ainda não é favorável. “O Cariri está com dificuldades nesse sentido. Óbvio que mesmo sem data, é preciso planejar e analisar o cenário por etapas”, afirmou Alessandra Magna. 

Enquanto a reabertura não é possível, a promotora Efigênia Coelho orientou as igrejas a reverem formas de atender o romeiro, sem que haja o incentivo de peregrinações à cidade. 

O reitor da Basílica Santuário Mãe das Dores, Padre Cícero José, apresentou algumas alternativas que as instituições católicas têm trabalhado, seja por meio de missas virtuais ou atendimentos aos fiéis mantendo o distanciamento seguro. 

Nas próximas semanas serão realizadas novas reuniões para analisar paulatinamente a situação da Covid-19 em todo o Cariri.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.