Header Ads

Mulher morta a facadas em Juazeiro esta madrugada com prisão do acusado


Um homicídio foi registrado na madrugada desta terça-feira (28), em Juazeiro do Norte, se constituindo no 15º do mês de julho e 95º do ano no município. Por volta das duas horas da madrugada de hoje, na Avenida Castelo Branco perto do estádio Romeirão, Giselle Angélica Ferreira da Silva, de 37 anos, que residia na Avenida Salgueiro naquele bairro foi morta a golpes de faca no peito direito e no braço. O acusado Josirlan Soares Tavares, de 34 anos, foi preso momentos depois. 

Ele usa tornozeleira eletrônica em virtude de crime de violência doméstica e foi localizado pouco depois por uma patrulha da PM comandada pelo Sargento Dioner na Avenida Ailton Gomes perto do Mercado do Pirajá. O mesmo já tinha sido preso no dia 24 de setembro de 2013 em sua casa na Rua Cícera Patricia da Costa, (Leandro Bezerra) quando agredia uma mulher junto com Fagner Batista Vieira, de 20 anos. Naquele dia, Josirlan desacatou os policiais e o outro jogou uma pedra na viatura. 

Esta madrugada ele usava drogas com Giselle quando surgiu um desentendimento e o crime. Ela respondia procedimentos por crimes de furtos, receptação, danos e contravenção penal. Em outubro de 2015 Giselle foi vítima de violência doméstica praticada por dois homens no município de Jardim. Já em Juazeiro ameaçou uma mulher em maio de 2017 e, em janeiro do ano passado, foi novamente presa por crime de tráfico de drogas. 

Foi a décima mulher assassinada este ano em Juazeiro do Norte de um total de 20 em toda a região do Cariri. A última tinha sido bem perto do local do crime desta madrugada. No dia 9 de julho Maria do Socorro da Silva, de 42 anos, que residia na Rua Joaquim de Souza Meneses (Romeirão) em Juazeiro, apanhou o seu filho na delegacia e seguia para casa quando foi morta a tiros juntamente com o filho Rafael da Silva Santos, de 14 anos, o “Dentinho”. 

(Fonte: Site Miséria)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.