Header Ads

UFCA quer comprar computadores e financiar internet de 2.500 estudantes; aulas remotas já têm data para iniciar

FOTO: Gabriel Souza
O Conselho Universitário da Universidade Federal do Cariri (Consuni/UFCA) aprovou, na madrugada desta sexta-feira, 10 de julho de 2020, o texto final da resolução que implementa o Período Letivo Especial (PLE) na UFCA. Assim, a Universidade passa a oferecer Ensino de graduação remotamente, a partir de 21 de setembro de 2020, com exceção do curso de Medicina. Esta formação, por ter carga horária maior que as demais, foi autorizada a oferecer aulas on-line antes desta data. Também os cursos de pós-graduação poderão retomar suas atividades de Ensino mais cedo, principalmente porque têm prazos de conclusão a cumprir.

Com isso, os cursos de graduação, com exceção de Medicina, terão 12 semanas consecutivas de Ensino remoto em 2020. Medicina e pós-graduação poderão ter até 16 semanas. 

Apesar de exigir grande esforço dos conselheiros, dos intérpretes da Língua Brasileira de Sinais (cinco se revezaram na interpretação de toda a reunião) e das equipes da Secretaria dos Órgãos Deliberativos Superiores (Seods), da Diretoria de Comunicação (Dcom) e da Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI); ter a resolução aprovada ainda no início desta sexta-feira foi importante, sobretudo, para manter o cronograma de implementação do PLE, que envolve o lançamento do Edital de Inclusão Digital e a capacitação dos docentes da UFCA para o Ensino remoto. A oferta e a adesão à nova modalidade serão facultativas para professores e estudantes, respectivamente. 

A publicação do Edital de Inclusão Digital, em acordo com os estudantes, estava condicionada à aprovação do PLE; que, por sua vez, depende da inclusão digital para ter efetividade. Aos 26 minutos desta sexta, o reitor Ricardo Ness parabenizou todas e todos que participaram ou assistiram à reunião, transmitida pelo canal oficial da UFCA no YouTube (UFCA TV): “Isso aí, sim, é uma demonstração grande de amor pela Universidade. Saímos cansados, mas orgulhosos”, disse o reitor. 

De acordo com a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Prae/UFCA), recursos antes previstos para outras finalidades, como o custeio dos Refeitórios Universitários (atualmente paralisados), serão direcionados para a compra de computadores para estudantes, para manutenção/atualização de computadores já adquiridos por eles e, ainda, para o financiamento de acesso à internet de qualidade. Caso o PLE não fosse aprovado, esses recursos poderiam ser direcionados ao custeio de outros auxílios ofertados pela Universidade, como o Emergencial, o Moradia e o Creche. Compreendendo a importância do acesso à informação por meios digitais, independentemente do contexto de pandemia, a UFCA oferece anualmente o Auxílio Inclusão Digital desde 2018. 

O edital ampliado para Inclusão Digital na UFCA deve ser publicado ainda nesta sexta-feira. A expectativa é de beneficiar em torno de 2.500 estudantes de graduação, o que representa cerca de 60% dos discentes da UFCA atualmente matriculados. Se atingir essa meta, a UFCA promoverá uma das maiores inclusões digitais implementada por uma Instituição Federal de Ensino Superior, em termos proporcionais, do país. 

Do lançamento do edital até a aquisição de fato dos equipamentos e da instalação de internet de qualidade nas residências dos estudantes, há um período logístico que envolve inscrições, análise documental, prazo de recurso, divulgação do resultado final, prazo para confecção de três orçamentos, compra do equipamento (ou reparo de equipamento já adquirido) e tempo de entrega (ou conclusão do serviço). Com isso, foi estimado que a data de segurança para o início das aulas, na qual os estudantes já disporiam dos equipamentos necessários para as aulas remotas, seria a de 21 de setembro de 2020.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.