Header Ads

Apesar da pandemia, Aeroporto de Juazeiro registra maior movimentação do interior do Nordeste

FOTO: Reprodução/ @JDOairport
Após mais de cinco meses de pandemia, Juazeiro do Norte tem sofrido a realidade de diversos destinos pelo mundo, no qual viram cair a praticamente zero a demanda pelo turismo local. A cidade, bem como a região do Cariri, é um dos principais polos turístico do Ceará e também possui enorme frequência de passageiros para diversos destinos no interior do Nordeste. 

Desde o mês março, indicadores de transporte aéreo viram a queda livre em relação a demanda de voos, agravada pelos efeitos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), sendo que o mercado teve que se readaptar para que ao menos as atividades essenciais que dependem das rotas aéreas pudesse perdurar. Mas, mesmo com este agravante, o principal terminal aeroportuário caririense e segundo maior do Estado figurou como o mais movimentado das cidades do interior nordestino, desde o início de 2020. 

Segundo dados dos indicadores do mercado de transporte aéreo no país, elaborado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o Aeroporto de Juazeiro do Norte, atualmente administrado pela Aena Brasil, recebeu nos últimos sete meses um total de 137.971 passageiros que embarcaram e desembarcaram. No ranking dos terminais do interior nordestino, fica atrás apenas das cidades de Porto Seguro e Ilhéus, no litoral baiano, que tiveram movimento de 535.168 e 155.991 passageiros respectivamente.



De todo o Nordeste, em 2020, o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes foi o 12º terminal mais movimento, com cerca de 1,32% de participação em todo o mercado aéreo nordestino. Ao todo, todos os aeroportos das capitais e cidades do interior na região tiveram movimentação de quase 10,5 milhões de passageiros. 

Atualmente as companhias Azul e Gol operam rotas no terminal, com oferta de voos para São Paulo (Guarulhos) e Recife (PE), operados com aeronaves Airbus A320neo, Embraer E195 e Boeings nas variantes 737-700 e 737-800. 

Queda expressiva 
Janeiro foi o mês de maior movimento em 2020, geralmente dentro do período maior fluxo anual devido a alta temporada de fim de ano. Ainda assim não conseguiu superar a movimentação do ano anterior, que registrou 58,7 mil passageiros, com queda para quase 50 mil neste. 

O mês de abril, que está no início de um período de três meses onde há menor movimentação no terminal juazeirense, registrou a queda mais expressiva na movimentação em relação a 2019, atrelado diretamente a situação pandêmica da Covid-19, que resultou no total cancelamento das rotas comerciais. 

Em 2019, o mês de abril registrou 37,2 mil passageiros, uma que de apenas 6,1% em relação ao ano anterior. Já em abril de 2020, foram apenas 2,7 mil passageiros que estiveram no aeroporto, representando uma queda de 92,7% em relação ao ano anterior. Nos primeiros sete meses do ano, a queda no número de passageiros que embarcaram e desembarcaram em Juazeiro do Norte chega a mais de 51%, em relação ao ano anterior.



Em 2020 o terminal juazeirense registrou apenas 1.243 procedimentos pousos e decolagens de aeronaves comerciais, também representando queda de mais de 51% em relação a 2019. No transporte de cargas, Juazeiro ficou na 15ª posição em relação a todos os aeroportos nordestinos, e em 4º lugar em relação as cidades do interior, transportando cerca de 232 toneladas de carga paga e correios. 

Abril também foi mês de menor número operações de aeronaves bem como no transporte de cargas, com apenas 26 pousos e decolagens, e 3,7 toneladas de carga enviada e recebida.

(Fonte: Site Badalo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.