Header Ads

Casos de Covid-19 no sistema penitenciário cearense crescem 21,6% em menos de 30 dias


Em menos de um mês houve aumento de 21,6% no número de casos de Covid-19 no sistema penitenciário cearense. Do início de julho até o fim desse mesmo mês as confirmações passaram de 938 a 1.141. Os números abrangem internos, agentes penitenciários e outros colaboradores infectados. 

De acordo com boletins epidemiológicos da Coordenadoria de Execução da Saúde Prisional (Cesap), da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), até o dia 3 de julho de 2020 eram 351 policiais penais, 515 internos do Sistema Prisional e 72 colaboradores da secretaria positivados para a doença. Já no último dia 31 os números aumentaram para 431 policiais penais, 632 internos e 78 colaboradores infectados.

O Ceará chegou a 186.563 casos da Covid-19 e 7.946 mortes confirmadas pela doença, segundo dados da plataforma IntegraSUS, atualizada pela Secretaria Estadual de Sáude às 16h58 desta sexta-feira (7). Para identificar o novo coronavírus, já foram realizados 516.941 testes. 

A SAP informou no mais recente documento que quase seis mil testes já foram realizados desde o início da pandemia. Até então, três internos morreram vítimas do novo coronavírus. 

Índices 
O aumento dos casos em unidades prisionais no Brasil foi destacado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Nesta semana, o CNJ divulgou que o número de infectados por coronavírus no país registrou aumento de 82,3% em 30 dias. 

O quantitativo de infectados se aproxima de 20 mil e 25.573 testes para a Covid-19 foram feitos em pessoas presas no Brasil, o que corresponde a 3,5% da população carcerária no país, segundo o conselho. 

Ações 
Para a juíza Larissa Braga Costa de Oliveira Lima, membro do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 nos Sistemas Prisional e Socioeducativo do Ceará, apesar do aumento, as estratégias adotadas para frear a disseminação do vírus nas unidades vêm sendo eficientes no estado. 

A magistrada afirma que os protocolos e as recomendações do CNJ são cumpridas e as inspeções virtuais auxiliaram a observar a realidade dentro das unidades neste período de pandemia. 

"Entrevistamos os presos e eles têm conhecimento acerca da doença, das medidas de higienização. O vírus tem um fluxo, não conseguem isolar 100%. Houve um aumento, mas não ao ponto do Sistema Prisional não conseguir dar uma resposta. É uma situação grave e que exige muita cautela, mas o que pode ser feito me parece que vem sendo feito", disse Larissa.

A Secretaria da Administração Penitenciária do Ceará diz que as medidas de prevenção e combate ao coronavírus seguem conforme o plano apresentado no início da pandemia. Por nota, a secretaria destacou que o plano estadual é uma referência nacional no trabalho de combate e redução de danos da doença. 

"A SAP informa que possui 3.700 policiais penais e 3 agentes afastados com quadro leve da Covid-19, o que representa 0,1% dos servidores. A pasta também informa que possui uma população carcerária superior a 22 mil pessoas e 137 internos estão com quadro leve de coronavírus, sob os cuidados especializados da Enfermaria Máxima de Saúde, o que representa um universo aproximado de 0,6% deste universo. Por fim, a pasta esclarece que, em 5 meses de pandemia, foram registrados três óbitos de internos no sistema penitenciário cearense".                   (G1 CE)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.