Header Ads

Cidades do Crajubar e outras 9 têm incidência de Covid-19 em profissionais de saúde maior do que Fortaleza

FOTO: Suamy Beydoun
O Ceará já confirmou mais de 15 mil casos de Covid-19 em agentes de saúde, desde o início da pandemia. Nesta quarta-feira (19), 12 cidades do interior têm taxas de incidência da doença nesses profissionais superiores à de Fortaleza. Nos municípios de Chaval, Marco e Guaramiranga, por exemplo, o índice ultrapassa 400 casos do novo coronavírus por 100 mil habitantes - enquanto na capital, que acumula o maior número de confirmações entre médicos, enfermeiros e outros, a taxa de incidência é de 271,2. 

Os dados são da plataforma IntegraSUS, da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), atualizada às 9h14 desta quarta-feira (19). Chaval, que fica na divisa do Ceará com o Piauí, tem maior taxa de incidência da doença entre profissionais da saúde do estado, com 482,1 casos a cada 100 mil habitantes. Ao todo, no município, 63 agentes foram infectados pela doença.

A cidade de Marco ocupa a segunda posição, com 420,3 de incidência e 115 casos confirmados em profissionais sanitários. Guaramiranga, no Maciço de Baturité, é a terceira no ranking, com 404,4 casos/100 mil hab., conforme o IntegraSUS. Por lá, já são 21 diagnósticos positivos entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e outros profissionais. 

São Gonçalo do Amarante, a cerca de 55 km da capital, figura o quarto lugar, com incidência em 367,6 e 178 confirmações em agentes. O quinto lugar é ocupado pelo município de Sobral, na Região Norte, onde a taxa de incidência é de 336,5 ocorrências. 

Concentração 
Até esta quarta-feira, 15.462 agentes de saúde receberam diagnóstico positivo para Covid-19 no Ceará. A maior parte das ocorrências está na Região Metropolitana de Fortaleza, cujos 19 municípios somam 9.517 casos confirmados. A capital permanece à frente em número de confirmações e óbitos: pelo menos 7.240 trabalhadores sanitários foram diagnosticados com o novo coronavírus na cidade, e 12 morreram pela doença. 

Sobral, na Região Norte, com 703 casos, tem a maior quantidade de agentes de saúde infectados fora da Região Metropolitana em números absolutos. Juazeiro do Norte (378), Quixeramobim (229), Crato (203) e Barbalha (166) fecham o ranking dos municípios com mais profissionais contaminados. 

Quatro municípios não registraram nenhum caso em profissionais de saúde, de acordo com o painel: Aiuaba, Antonina do Norte, Granjeiro e Ibaretama. 

Ceará 
Um total de 57.928 notificações de Covid-19 em profissionais de saúde foi contabilizado pela Sesa: 15.462 delas foram confirmadas e 9.176 permanecem em investigação. Além disso, 19.452 agentes se recuperaram da infecção. Do total de infectados, 26 morreram. 

Ainda conforme os dados da Sesa, entre os profissionais da área, os médicos são os que mais morreram em decorrência da doença no estado, com oito óbitos desde o começo da pandemia. 

Auxílio 
A Sesa disponibiliza, desde maio, auxílio financeiro para profissionais de saúde diagnosticados com Covid-19 no estado. Parentes de agentes que morreram em decorrência da doença também têm direito ao valor. O benefício está disponível para os agentes que atuam na rede estadual, autônomos ou cooperados, afastados do trabalho por até 30 dias pela doença. Em casos de afastamento inferior ao período, o pagamento será proporcional aos dias ausentes. 

Veja como solicitar: 
Para receber o auxílio, o profissional deve preencher formulário disponibilizado pela Sesa. É necessário acrescentar atestado médico. Todas as informações serão conferidas junto à direção da unidade de saúde onde a pessoa trabalha. Nos casos de morte decorrentes da doença, os familiares e dependentes devem preencher o pedido de seguro com as informações do profissional e do solicitante. Entre as comprovações necessárias nestes casos estão a documentação comprobatória do grau de parentesco, bem como o atestado de óbito. A população também pode se informar e tirar dúvidas sobre os benefícios pelos números (85) 3101 5147 e 3101 5267. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17 horas.              (G1 CE)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.