Header Ads

Nove meses após recebimento, Castra Móvel segue sem funcionar, em Juazeiro, e petição exige explicações sobre o assunto

FOTO: Lino Fly
Entregue desde de novembro do ano passado, o Castra Móvel nunca foi às ruas. O projeto, idealizado pela vereadora Jacqueline Gouveia, tem a intenção de auxiliar no controle da natalidade de animais de rua e castração de animais de famílias de baixa renda. 

“Era um sonho meu e de muitos protetores”, conta a vereadora. Em março deste ano, a Prefeitura de Juazeiro do Norte firmou uma parceria com o Centro Universitário Doutor Leão Sampaio (Unileão) para funcionamento do equipamento. Na época, a Prefeitura procurou a instituição para propor a parceria devido a uma série de impedimentos legais que, segundo a gestão, inviabilizam a Secretaria da Saúde de manter o funcionamento do equipamento. No acordo, a Unileão disponibilizaria os profissionais do curso de Medicina Veterinária, bem como o hospital veterinário da instituição para esse suporte, agregando o equipamento às atividades práticas do curso. 

Porém, cinco meses após o acordo e nove após a chegada do equipamento, o Castra Móvel ainda não funcina. Com isso, alguns protetores de animais também se mobilizaram, como Claudelan Silva, que está movendo uma petição exigindo um posicionamento público. “Até os dias de hoje estamos sem informações, nem mesmo alguma justificativa que explique a morosidade em colocar o Castra Móvel […] em funcionamento”, diz a ação. Para assinar a petição, clique aqui

Assim como a vereadora, o protetor também consideram que “mais castrações geram menos abandono ,violência, maus tratos e doenças, gerando mais qualidade de vida e saúde tanto para os animais, quanto para as pessoas”, diz ele. Para Jacqueline, o equipamento “é importante não só para os animais mas também para a saúde publica, porque além do sofrimento do animal em si, há danos para a população, como acidentes de transito”. 

A autora do projeto confessa estar “triste e decepcionada com o desinteresse e inércia” diante do não funcionamento do Castra Móvel. “Já vai fazer um ano em novembro que o equipamento está parado, em vez de servir à população”, afirma. 

“Esperamos do atual gestor um posicionamento positivo, e que logo possamos colocar o Castra Móvel pelas ruas da nossa cidade, oferecendo além do controle populacional de cães e gatos através da castração, muita educação ambiental e conscientização a respeito da proteção animal”, diz Claudelan. 

Questionada, a Prefeitura respondeu através de nota: 

A Secretaria de Saúde de Juazeiro do Norte informa que o funcionamento do Castramóvel acontecerá através de parceria já firmada com o Centro Universitário Unileão, por meio do curso de medicina veterinária. Em função da pandemia do Coronavírus, houve uma paralisação no encaminhamento desse processo, devido à interrupção das atividades presenciais do curso. O trabalho irá envolver equipe especializada, com profissionais veterinários, e que requer um acompanhamento dos animais que passarem pela castração. Todos os aspectos estão sendo trabalhados, no intuito de garantir o pleno funcionamento do Castramóvel de Juazeiro do Norte.

(Fonte: Site Badalo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.