Header Ads

Restaurantes e lanchonetes reabrem em horário especial em Crato e Juazeiro; comerciantes comemoram

Tradicional ponto no Centro de Juazeiro do Norte, a Lanchonete do Luizinho reabre nesta segunda (17) após cinco meses. FOTO: Guto Vital
Após cinco meses, restaurantes e lanchonetes na região do Cariri poderão, agora com permissão das prefeituras, reabrir. A entrada da região na Fase 2 de retomada permite que os estabelecimentos atuem com clientes, resguardando 40% da capacidade. Crato e Juazeiro seguem um protocolo diferente: abrirão das 8h até as 17h. 

O horário difere do usual nas demais cidades. A adaptação ocorre após intervenção da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel Cariri), que se reuniu com as duas prefeituras. A justificativa para elasticidade no horário foi a demandas desses dois municípios – que recebem pessoas de outras cidades. 

Com isso, restaurantes e lanchonetes em Juazeiro do Norte e Crato poderão funcionar por mais tempo. Ocorre, no entanto, que os decretos ainda preveem uma série de medidas sanitárias para que isso ocorra sem que haja multas – ou perigo de proliferação do vírus. 

“As prefeituras entenderam que suprimir o horário de funcionamento poderia aglomerar clientes nos ambulantes, por exemplo […] pessoas pela manhã querem tomar café, fazer um lanche e com lanchonetes abertas será evitada aglomeração nas ruas”, Daiana Fernandes, Diretora Executiva da Abrasel Cariri. 

Juazeiro 
Tradicional ponto no Centro de Juazeiro do Norte, a Lanchonete do Luizinho reabre nesta segunda (17) após cinco meses. O estabelecimento funciona há 32 anos, e nunca havia ficado tando tempo fechado. Durante esse período, preferiu não adentrar ao sistema de delivery. O proprietário Luiz Carlos da Silva, 56, diz estar aliviado por poder abrir as portas novamente. 

Clientes antigos como o aposentado José Januário, 72, já voltaram a frequentar a lanchonete, que fica entre as ruas Santa Luzia e Conceição. FOTO: Guto Vital
“Ao mesmo tempo estou preocupado com o movimento dos clientes. Não tenho esperança que isso volte ao normal até o final deste ano”, confessa o comerciante. “Talvez Juazeiro do Norte torne a ser o que era apenas no ano que vem”, completa. Luizinho também argumenta que teme o novo fechamento do comércio, se o número de casos voltar a subir. “Acumulei contas em atraso, pretendo colocar em dias aos poucos”, completa. 

Clientes antigos como o aposentado José Januário, 72, já voltaram a frequentar a lanchonete, que fica entre as ruas Santa Luzia e Conceição. Ele mantém a tradição de comer no local e fazer uma visita ao amigo proprietário do estabelecimento. 

(Fonte: Site Miséria)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.