Header Ads

Travesti é morta a tiros em Itaitinga; vítima é a 15ª trans morta no Estado em 2020


Uma travesti de 37 anos, identificada como Branca, foi morta a tiros no bairro Pedras, em Itatinga, Região Metropolitana de Fortaleza, na madrugada deste sábado (29). Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o corpo da vítima foi encontrado próximo à BR-116. Com este caso, o Ceará contabiliza 15 travestis e transexuais mortas este ano, sendo cinco homicídios registrados somente no mês de agosto.

Segundo a SSPDS, após o corpo da vítima ser localizado, a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foi acionada e colheu indícios que irão auxiliar as investigações da polícia. 

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, abriu um inquérito sobre a morte de Branca e está investigando o caso. 

As mortes de trans no Ceará este ano, com 15 crimes violentos letais, já são superiores ao que foi observado pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) em todo o ano passado. De janeiro a dezembro de 2019, a entidade contabilizou 11 homicídios cujas vítimas eram da população trans. 

Somente em agosto, foram registradas quatro mortes de trans na Capital e uma no município de Crateús. 

O maior número de homicídios de pessoas trans no Estado aconteceu em Fortaleza e na Região Metropolitana, com nove casos. Já no interior, os homicídios de trans aconteceram nas cidades de Crateús, Missão Velha, Camocim, Pacajus, Sobral e Iguatu.                   (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.