Header Ads

Ematerce Regional do Crato faz entrega de certificado de produção orgânica

Neste mês de setembro, o escritório local da Ematerce no município do Crato, organizou a entrega dos certificados da agricultura orgânica/agroecológica que manifesta um produto diferenciado, permitindo que o feirante/agricultor tenha um incremento de renda em 30% para vendas governamentais. O certificado vai beneficiar diretamente 18 agricultores familiares, sendo que 12 que participam da tradicional Feira de Produtos da Agricultura Familiar (Fepaf). 

“São sete (7) agricultores da localidade Sítio Corujas, seis (6) do Sítio Caldeirão Bonsucesso e cinco (5) do Sítio Jenipapo/Malhada”, diz o gerente local da Ematerce no Crato, Antônio Porto. A cerimônia, feita sem aglomeração e com todos os participantes fazendo uso de máscara e álcool gel, foi realizada no Parque de Exposições Pedro Felício Cavalcante, onde funciona o sistema drive thru aos sábados e o delivery dos produtos da agricultura familiar. 

Na foto abaixo, o agricultor Valdir Sebastião da Silva (à direita), foi um dos beneficiados com o certificado. À esquerda, o gerente local Antônio Porto.



A certificação é denominada OCS (Organismo de Controle Social) e teve a participação efetiva da assessoria estadual da Ematerce em agroecologia junto a Fepaf, no Crato, através dos assessores da Gerência de Apoio Técnico da Ematerce (Geate) Fernanda Aquino, Zilval Fonteles e Sidônio Vieira. 

Modernização
Para o presidente da Ematerce Antônio Amorim, essa conquista coletiva tem que ser valorizada junto à equipe da empresa no Crato, através de Antônio Porto, e dos colegas Sidônio, Fernanda e Zilval, que articularam toda a mobilização para a certificação junto ao Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). 

“Precisamos avançar mais no sentido de ampliar e modernizar os processos produtivos para que os jovens se sintam mais participativos e deem continuidade, gerem escala de produção para melhorar a vida de cada um que faz um exercício extraordinário para fazer os níveis de produção que tem hoje”, comenta Amorim.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.