Header Ads

Ministério Público Eleitoral pede impugnação da candidatura a prefeita da professora Zuleide Queiroz (PSOL), no Crato


O Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu a impugnação da candidatura a Prefeita do Crato da professora Zuleide Fernandes de Queiroz (PSOL). 

De acordo com a ação impetrada pelo MPE e protocolada na última segunda-feira (28), na Justiça Eleitoral do Crato, Zuleide Queiroz, por ser professora da Universidade Regional do Cariri (Urca), onde coordena o Programa de Mestrado Profissional em Educação, não teria se desincompatibilizado dentro do prazo exigido pela legislação eleitoral para disputar as eleições municipais deste ano. O prazo estabelecido seria de 4 meses antes da data da eleição, ou seja 3 de junho. 

O MPE também diz que a candidata não apresentou provas da desincompatibilização do cargo de tesoureira da Regional Nordeste I do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições do Ensino Superior (ANDES/NE). Neste caso, a lei exige o afastamento três meses antes das eleições (14 de agosto).

Em nota, a assessoria jurídica da candidata informou que esta ainda não foi notificada acerca do pedido do MPE, e caso seja notificada, apresentará à Justiça documentos que comprovem sua regularidade na campanha de disputa as eleições no município cratense, dentro dos prazos especificados pela lei. “Seguiremos em campanha na certeza da regularidade de nossa candidatura e da sua importância para a cidade do Crato”, conclui a nota.

(Blog Flávio Pinto News e Site Badalo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.