Header Ads

Parceria entre Ceará e França busca gestão sustentável da água na região Nordeste

Reservatório de Negreiros, em Salgueiro. FOTO: Antônio Rodrigues
O Ceará e a França firmaram uma parceria que vai permitir uma série de estudos a respeito da gestão sustentável da água no Estado e na região Nordeste. O objetivo é reduzir os impactos ambientais por meio de uma economia de baixo carbono. O total investido em pesquisas na área é da ordem de 950 mil euros (aproximadamente R$ 6,2 milhões). 

Por meio dos estudos, será possível ter uma melhor compreensão do funcionamento hidrológico da região permitindo a análise de diferentes opções para o abastecimento de água potável. Além disso, as análises vão permitir a compreensão mais detalhada das implicações climáticas na dinâmica recente do desenvolvimento da agricultura. 

Na reunião de assinatura do memorando de entendimento, o governador Camilo Santana agradeceu a parceira com os franceses e ressaltou a importância do projeto para o povo cearense. “Quero dizer que, para nós, é um momento de muita alegria estar assinando este memorando. 

Quero agradecer à AFD pela parceria, assim como o governo francês também pelo estreitamento destas relações entre o Ceará e a França e nos colocar sempre à disposição para que a gente possa construir parcerias e buscar novos horizontes e melhorias para a qualidade de vida do povo cearense”, afirmou. 

O projeto vai financiar atividades de pesquisa e capacitação no Nordeste rural e serão divididas em três áreas: 
Analisar os impactos da mudança climática nos setores de água, energia e agricultura e avaliar os efeitos de políticas públicas; 

Identificar caminhos de desenvolvimento agrícola menos intensivos em emissões de gases de efeito estufa para promover a transição agroecológica; 

Reforçar as capacidades das instituições atuantes no setor e aprimorar os sistemas de informação. 

O secretário dos Recursos Hídricos, Francisco Teixeira, classificou como histórica a parceria para o Ceará. 

“A Funceme tem grandes parcerias visando o desenvolvimento sustentável, sempre com uma visão de amplitude que vai além dos recursos hídricos, desenvolvendo economias de baixo teor de carbono e com uma gestão de inclusão do território rural. Não tenho dúvidas que será mais uma grande parceria para o desenvolvimento sustentável do nosso Estado”, disse.

(Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.