Header Ads

Percentual de idosos cresce no Ceará e representa 17% do eleitorado

FOTO: Renata Vasconcellos
O Ceará terá 6.567.760 eleitores aptos a votar em 2020, conforme dados oficiais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O crescimento é de 4,7% nos últimos seis anos. A proporção de eleitores idosos também cresceu no estado. 

Em 2020, 1.207.900 eleitores têm 60 anos ou mais, 18,3% do total; em 2016, essa proporção era de 17,2%. 

Sendo grupo de risco no cenário de pandemia de coronavírus, os idosos terão horário preferencial no dia da votação (das 7h às 10h), e as seções eleitorais devem adotar uma série de medidas para evitar a disseminação da Covid-19, como o uso do álcool em gel e as recomendações de levar a própria caneta e manter a distância de pelo menos 1 metro do outro eleitor na fila. Também é obrigatório usar máscara facial no local da votação. 

Em todo o Brasil, a quantidade de eleitores idosos representa 20%. Em número absoluto, a quantidade saltou de 9,5 milhões em 1992 para 30,2 milhões em 2020, segundo os dados do TSE, que podem apresentar diferenças em razão dos processos de atualização dos cadastros de eleitores. 

Essa tendência observada entre os eleitores reflete o fenômeno da transição demográfica que o Brasil está vivendo, segundo o demógrafo do IBGE Marcio Mitsuo Minamiguchi. Isso deve continuar até 2060, quando o Brasil deverá ter cerca de 30% de pessoas acima de 60 anos. 

“O tamanho do eleitorado de idosos está intimamente ligado à estrutura da população. Os idosos são uma parcela bastante representativa da sociedade. O envelhecimento da população é reflexo do que chamamos de transição demográfica, que consiste na passagem de níveis mais altos para níveis baixos tanto de fecundidade quanto de mortalidade", diz. 

Perfil do eleitor cearense 
Dados do TSE também apontam que o eleitorado cearense é de maioria feminina e mais de 60 mil pessoas têm algum tipo de deficiência.                                   (Fonte: G1 CE)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.