Header Ads

Campanha eleitoral ainda não decolou em Juazeiro do Norte

FOTO: Antonio Rodrigues
De forma ainda tímida, foi iniciada a campanha à Prefeitura de Juazeiro do Norte. Os cinco candidatos priorizaram, nesta primeira semana, encontros com lideranças religiosas, políticas e comunitárias, além de empresários. Com a pandemia da Covid-19 e uma fiscalização mais rígida do Ministério Público para evitar aglomerações, as propostas estão sendo apresentadas, principalmente, pelas redes sociais. A saúde é o tema central dos opositores do atual prefeito Arnon Bezerra (PT), que reforça seu trabalho na educação. 

Terceiro maior colégio eleitoral do Ceará, com 174.604 eleitores, a terra do Padre Cícero tem uma peculiaridade: nunca um prefeito foi reeleito para um segundo mandato no Município. Para quebrar esta marca, Arnon conta com o apoio do governador Camilo Santana (PT) e do senador Cid Gomes (PDT). Seu vice será o petista Gabriel Santana, filho do ex-prefeito, Manoel Santana. Por outro lado, outras lideranças locais apoiam as chapas opositoras, prometendo uma eleição disputada. 

Na primeira semana, a agenda do atual prefeito, pela manhã e pela tarde, se concentrou em visitas às empresas de diversos segmentos, como tecidos, materiais de construção, automotivo, entre outros. À noite, focou em conversar com lideranças comunitárias, principalmente da periferia da cidade. 

“A nossa prioridade é a prevenção dessa doença. Fazer uma campanha diferente. Ter cuidado com a gente e as pessoas. A mensagem precisa ser levada a diante, mas também é preciso ter o cuidado necessário para que possa sair dessa pandemia e dessa eleição com a vitória completa”, observou Arnon. 

Sobre o apoio de Camilo e Cid, Arnon tratou de garantir que “toda parceria é benéfica”. Por outro lado, apontou que não quer “trazer ideologia para administração pública”, disse sem especificar que “ideologia” seria esta. “Cada um tem o seu. Essa diferença (ideológica), quando estica a corda, sempre traz prejuízo. Queremos, ao invés da ideologia, trabalhar em objetivos que possa proporcionar o que o povo precisa”, completou.

Adversário 
Um dos principais adversários de Arnon, o vereador e ex-presidente da Câmara Municipal, Glêdson Bezerra (Podemos), que tem ao seu lado como candidato a vice-prefeito, Giovanni Sampaio, que também foi vice-prefeito na gestão atual, teve uma agenda com atividades mais abertas, como a colagem de adesivos e carreata pelas ruas da cidade, no primeiro dia. “Mantemos as regras de distanciamento e orientação de fazer em locais abertos. Mas também muitas atividades em fábricas, lojas, reuniões com lideranças e vereadores”, disse. 

Glêdson é enfático em apontar possíveis problemas da atual gestão e tem levado isso às ruas. “É uma administração marcada por muitas operações da Polícia Federal, interpelações do Ministério Público, inúmeras denúncias sem respostas. A população quer transparência, zelo e eficiência na aplicação do recurso”, ressalta. Na sua campanha, conta com os apoios do empresário Gilmar Bender e do também empresário e jornalista Normando Sóracles.

Saúde 
O deputado estadual e candidato pelo PSDB, Nelinho, aproveitou esta primeira semana para visitar lideranças políticas e apresentar alguns candidatos à vereador de sua coligação. “Estamos realizando reuniões com médias de 30 pessoas. Isso atrapalha, mas estamos tranquilos, tem os debates, as propagandas e vamos ter oportunidades de mostrar nossos projetos. Por enquanto, estamos fazendo o que pode”, explica. 

Do lado de Davi Macêdo, filho do ex-prefeito Raimundo Macêdo, Nelinho tem a saúde como principal bandeira. 

“A gente tem ouvido muito falar nessa dificuldade. Quando a população precisa, vai a municípios vizinhos. A gente quer fazer funcionar o que já existe e construir um Hospital Municipal, que atenda cirurgias de baixa e média complexidade”, sugeriu.

Filha do ex-prefeito Carlos Cruz, Ana Paula Cruz (PSB) junto com a médica Andrea Landim (Rede) é a única candidatura feminina ao Executivo juazeirense. Em sua primeira semana, ainda visitou lideranças religiosas, empresariais e populares, além de mercados públicos, mas ressaltou o uso das redes sociais para suprir a lacuna de eventos maiores. “Estamos nos adaptando a essa nova realidade”, disse. 

Assim como o tucano, sua principal bandeira também é a saúde, com proposta de otimizar a marcação de consultas e exames, valorização dos profissionais e a criação de um Hospital Regional que atenda apenas Juazeiro do Norte, já que o Hospital Regional do Cariri também é referência para outros municípios. “Juazeiro precisa ter uma UTI. Muitos equipamentos foram fechados e a população foi crescendo”, ressalta a candidata. 

Já o candidato Demontieux Fernandes (Psol), que participa pela terceira vez do pleito, explicou que nesta primeira semana ainda esteve organizando parte burocrática da campanha, como a criação de um comitê e a discussão coletiva de uma agenda para os próximos 15 dias. Por isso, ainda não foi às ruas. 

Seu projeto de governo dá atenção principalmente à saúde, ao meio ambiente, à educação, à geração de emprego e renda e à mobilidade urbana. 

“Não temos hospitais públicos de pronto-socorro, e a população depende de clínicas particulares”. Também pretendemos fechar o lixão e construir um aterro, incentivar a agricultura e criar uma minibacia leiteira”, detalhou.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.