Header Ads

Cearense Série B: quatro times do Cariri se preparam para a estreia do campeonato que começa neste sábado (24)


O Campeonato Cearense da Série B começa neste próximo sábado (24) e o Cariri tem quatro representantes na competição: Campo Grande, Crato, Icasa e Guarani de Juazeiro. Era para tudo ter começado em abril, mas devido a pandemia do novo coronavírus, os jogos foram adiados sem prazo para retorno. Com autorização do governador Camilo Santana (PT), o Cariri volta com as partidas neste fim de semana. 

Apesar da permissão, há restrições. Não terá a presença da torcida. Os profissionais de imprensa só poderão ficar em locais que não tenham as cabines com ar-condicionado. Além disso, apenas os veículos de rádio e televisão, que vão fazer a transmissão dos jogos, podem estar presentes, no caso, dois de cada veículo. Aqui no Cariri, apenas dez profissionais estarão presentes, sendo cinco de cada emissora. 

Todos que manifestaram interesse, vão informar a Associação Profissional dos Cronistas Desportivos do Estado do Ceará (APCDEC), que serão cadastrados e terão que entregar testes comprobatórios de que não tiveram a Covid-19 nos últimos 15 dias. 

Os atletas também passarão por testes frequentes, visando não prejudicar a saúde dos jogadores e comissão técnica de cada clube. Mesmo com as maiores restrições, quando o assunto é jogo, os quatro clubes tem o mesmo propósito: vencer e tentar uma vaga na elite do futebol cearense. 

A nossa equipe conversou com os quatro técnicos, que falam da expectativa para esse início de campeonato. 

Campo Grande 
O Campo Grande, Tigre Juazeirense ou Campusca, como é chamado carinhosamente pela torcida, tem como técnico Carlos Nunes. É a primeira vez dele no comando de um clube cearense. Ele construiu toda a carreira dele no Paraná. Lá, ganhou a fama de “rei do acesso”, porque conseguiu conquistas em clubes de segunda e terceira divisão paranaense. 

Este ano, o Campusca apostou em um novo tipo de trabalho. Invés de firmar mais nos atletas pratas da casa, nesta temporada eles trouxeram para o time, jogadores com maior experiência , vindo até de outros países, como Haiti e Uruguai, tudo na busca do acesso inédito. 

Carlos afirma que está na expectativa de fazer um grande jogo, buscando o resultado positivo e manter a tranquilidade. 

“É um clássico, duas equipes próximas, uma estreia sempre tem uma tensão entre as duas equipes, até que se conheçam em campo. Mas é sempre bom dizer que a expectativa é grande. Estamos unidos, transmitido a responsabilidade e levando a tranquilidade para ter uma boa estreia e que vença o melhor. Estamos na busca de um resultado positivo, trabalhando pra vencer o jogo e respeitando cada adversário”, reforçou. 

Crato 
O Crato, apelidado pelos torcedores como Azulão da Princesa, terá nesta temporada o técnico Reginaldo França. Ele já treinou por várias temporadas a equipe do Maranguape, que também estará na competição deste ano. 

Ele foi técnico dos times de base do Atlético Cearense, clube que ficou na 5ª posição na Série A do Cearense. A equipe cratense fechou um acordo com o clube da capital, por isso Reginaldo veio comandar o Azulão, para o retorno a série A, na qual foi rebaixado em 2014. 

Tanto que Reginaldo reforça esse ponto e afirma que apesar de ser a segunda divisão, não será tão fácil como muita gente pensa. 

“O Crato está com o proposito de retornar a elite do futebol cearense. Estamos com um grupo muito competitivo e esperamos que consigamos fazer com que nossos atletas deem o melhor a cada jogo, para alcançar esse objetivo. Há uma expectativa de segunda divisão, que vejo com a melhor dos últimos anos, porque quase todas as equipes têm grandes jogadores, comissão técnica e treinadores de nível. Então vai ser parecida com a primeira divisão, só que sem Ceará e Fortaleza”, enfatizou. 

Guarani de Juazeiro 
O Guarani de Juazeiro ou Leão do Mercado vai ter a frente o Marcinho Guerreiro, que já é conhecido pela torcida rubro-negra. Marcinho já foi jogador do Guaraju por várias temporadas. Como treinador, ele já esteve a frente do Caucaia, na série A do Cearense, ficando em sexto lugar. 

Fora do estado, ele fez muito sucesso em grandes clubes do Maranhão, como o Sampaio Correa e Imperatriz. O time foi rebaixado em 2019 para a série B e tenta reverter esse cenário para 2021. 

Foram feitos dois amistosos, analisaram o que precisaria mudar e Marcinho afirma está feliz com a equipe. 

“Tô feliz pelo que estou vendo, mas o mais importante nesse momento é a parte tática e obediência dos jogadores. Repetimos alguns trabalhos, para que no domingo quando estivermos jogando contra o Tiradentes, estarmos 80% do que a gente pretende. O mais importante é que eu tô feliz com a minha equipe, os jogadores estão de parabéns e se dedicando ao máximo”, explicou. 

Icasa 
O Icasa ou Verdão do Cariri, terá como treinador o Washington Luiz. Ele é conhecido na região do Cariri, por ter treinado clubes como o Guarani de Juazeiro e Barbalha. Também já esteve a frente de equipes como Ferroviário, Iguatu e Caucaia. Washington comanda o Verdão pela primeira vez a beira do gramado. 

Ele já foi jogador do clube e também trabalhou como auxiliar do técnico Raimundinho na base do time alviverde. Ele vai em busca do terceiro título e acesso no Cearense. Em 2018, ele conquistou título e acesso do Barbalha para a elite da competição, repetindo o feito em 2019, mas desta vez a frente do Caucaia. O Icasa foi rebaixado em 2016 para a série B e segue na luta para o retorno a série A. 

O experiente técnico afirma que o foco é conquistar os três pontos dentro da competição e sempre buscar corrigindo os erros, com o clima de vitória para não deixar a peteca cair. 

“A expectativa é a melhor possível apesar do pouco tempo de preparação, a gente conseguiu estar fazendo isso na nossa reta final, mostrando os jogadores o que a gente quer deles. Agora é esperar o momento do jogo, para que possamos executar a uma boa partida, mesmo sabendo que não vamos estar 100%. Mas a gente espera fazer uma boa partida dentro do que foi qualificado e possamos fazer nossos três pontos, para dentro da competição ir corrigindo os erros, mas com clima de vitória. O pensamento é esse, fazer um jogo qualificado e que nos dê a condição de conseguir os três pontos”, finalizou. 

Veja a tabela de jogos deste fim de semana: 
Sábado – 24/10 
15:30 – Crato x Campo Grande (Mirandão) 
15:30 – Maranguape x Itapipoca (Moraisão) 
15:30 – Icasa x Pacatuba (Inaldão – Lyrio Callou) 

Domingo – 25/10 
15:30 – Tiradentes x Guarani de Juazeiro (Raimundo de Oliveira) 
15:30 – Iguatu x União (Morenão)

(Fonte: Site Badalo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.