Header Ads

Em "live", Bolsonaro brinca com cabeça de cearense; ministro diz que só tem "cara inteligente" no Ceará


Durante a tradicional transmissão ao vivo na internet, às quintas, o presidente Jair Bolsonaro se mostrou irreverente e fez brincadeiras com a fama envolvendo os cearenses como um povo migrante e de cabeça avantajada. 

Em conversa com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, o presidente indagou ao auxiliar: "Tu tem cara que é pau de arara cabra da peste? Tu é cearense camuflado?". Freitas, que nasceu no Rio de Janeiro, disse que já falaram que ele era de Crateús e que receberia isso com muito orgulho. 

"O senhor sabe que só tem cara inteligente no Ceará?", devolveu o ministro. 

O presidente recordou, então, de suas viagens pela Ásia durante o período de pré-campanha em 2018, citando passagens pelo Japão, Coreia do Sul e Taiwan, onde "encontrou um único brasileiro". "Quando olhei para a cabeça dele: tu é cearense? Ele era cearense. Não sei por que eu acertei", relatou Bolsonaro, aos risos. Não é a primeira vez que o presidente faz referência bem-humorada à anatomia do povo cearense. Em janeiro, ele também brincou: "Se bem que chamar cearense de cabeçudo você não consegue identificar ninguém, lá todo mundo é cabeçudo". 

Freitas aproveitou para contar que o Ceará é o estado do Brasil que mais aprova alunos para o ITA (Instituto de Tecnologia Aeronáutica) e IME (Instituto Militar de Engenharia). Bolsonaro completou que isso se deve à criação de cursinhos especializados em seleções desses institutos militares, enquanto o ministro complementou citando as principais redes particulares de ensino do Ceará. 

Em seguida, Bolsonaro relembrou sua tentativa de ingressar no ITA. O presidente aproveitou a "live" ainda para falar de sua agenda no Nordeste nesta quinta-feira. Ele participou da inauguração de uma adutora de abastecimento de água em São José do Egito (PE), onde pediu que os eleitores que "caprichem para escolher prefeito e vereador" em novembro. "Vamos escolher gente que tenha Deus no coração, que tenha na alma o patriotismo e queira a liberdade e o bem do próximo", afirmou. 

No evento em Pernambuco, Bolsonaro voltou a defender o uso da hidroxicloroquina, medicamento sem comprovação da sua eficácia no tratamento contra a covid-19. "Deus foi tão abençoado que nos deu até a hidroxicloroquina para quem se acometer da doença, e quem não acreditou, engula agora", disse o presidente, durante o discurso.

"Eu não sou médico, mas sou ousado como o cabra da peste nordestino", completou o presidente, que foi contaminado pela Covid-19, se recuperou e declarou ter usado o medicamento no tratamento da doença. 

O presidente também confirmou sua indicação do desembargador piauiense Kassio Marques para a vaga no Supremo Tribunal Federal (STF).

(Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.