Header Ads

Fortaleza e três cidades da RMF têm aumento de 15,4% nos casos de Covid-19 em uma semana

FOTO: Camila Lima

A Área Descentralizada de Saúde (ADS) de Fortaleza, que inclui, além da Capital, os municípios de Aquiraz, Eusébio e Itaitinga, apresentou aumento de 15,4% nos casos de Covid-19 entre as semanas epidemiológicas 41 e 42, conforme boletim semanal divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa) na tarde desta sexta-feira (30).

Os diagnósticos positivos do novo coronavírus SARS-CoV-2 passaram de 560 na SE 41 (4 a 10 de outubro) para 646 na SE 42 (11 a 17 de outubro). Este foi o segundo maior aumento de casos entre as 22 ADS do Ceará, atrás apenas de Maracanaú que teve 37,7%.

Ao todo, apenas quatro ADS registraram incremento. As outras duas são Aracati (12 para 13 casos) e Caucaia (88 para 91) com alta de 8,3% e 3,4%, respectivamente. 

Por outro lado, a ADS de Canindé contabilizou a redução mais acentuada, passando de 89 para 32 casos, isto é, uma baixa de 64%. Na sequência, por exemplo, aparece a ADS de Limoeiro do Norte com um decréscimo de 54,9%. 

Mortalidade 
A taxa de mortalidade passou de 102,0 para 102,7 óbitos por 100 mil habitantes em um intervalo de sete dias. Dentre os 184 municípios, apenas Antonina do Norte, na Região do Cariri, não possui óbitos pela doença pandêmica. 

O boletim indica que apesar dos diferentes cenários entre as regiões do Ceará, o Interior apresentou redução de 29,5% nos casos e 17,2% nos óbitos. 

O levantamento da Sesa também indica que todos os pacientes que não sejam considerados caso suspeitos ou tenham a confirmação de Covid-19 sejam notificados. Com a nova orientação, as unidades deverão incluir no sistema:

- Indivíduos assintomáticos com TR, sorologia ou RT-PCR negativos; 
- Indivíduos que foram testados (TR, sorologia ou RT-PCR) como triagem; 
- Indivíduos que estão realizando RT-PCR para Covid-19 como requisito pré-operatório; 
- Pacientes que serão submetidos a transplante, doadores e receptores; 
- Profissionais da saúde, educação e segurança pública que estão sendo testados (TR, sorologia ou RT-PCR) como triagem para continuidade de suas atividades laborais.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.