Header Ads

Ministério Público reitera decisão e pede que Justiça barre candidatura de Arnon por irregularidades

FOTO: Guto Vital

O promotor eleitoral Flávio Côrte enviou mensagem à Justiça Eleitoral reiterando os pedidos de impugnação do candidato Arnon Bezerra (PTB), em Juazeiro do Norte. No documento, pede que o juiz indefira o atual prefeito de concorrer à reeleição, e argumenta pontos já abordados em outras matérias. 


Uma delas é a desaprovação de contas de Arnon no Tribunal de Contas da União (TCU). Arnon teve as contas rejeitadas na corte em referência ao período em que presidiu o PTB estadual. Com a desaprovação ele estaria inelegível, de acordo com o entendimento do promotor.

“No sentir do Ministério Público Eleitoral, resta evidente que os fatos que ensejaram a rejeição das contas são graves e configuradores de improbidade administrativa, conforme se extrai da leitura dos acórdãos proferidos pela Corte de Contas, que incluiu o nome do candidato na lista de responsáveis com contas julgadas irregulares com implicação eleitoral”, acentuou. 

Côrte também usa a argumentação de “perpetuação do mesmo núcleo familiar por três mandatos consecutivos”. Isso porque o então vice-prefeito Luiz Ivan, irmão de Arnon, em 2015 e 2016 exerceu o cargo de prefeito “por período significativo, em virtude do afastamento do então titular do cargo de Prefeito Raimundo Antônio de Macedo, por decisão judicial”. 

Outro lado 
A defesa de Arnon diz que a emissão do documento já era esperada. “O MP propôs isso há 10 dias, não iriam mudar de opinião agora. A defesa continua com o mesmo pensamento, de que é um equívoco e que não há fundamento jurídico relevante”, disse o advogado Boaventura. “Em 2016 o juízo da 119ª de Juazeiro decidiu totalmente diferente. Estamos tranquilos esperando a decisão judicial”, finalizou. 

(Fonte: Site Miséria)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.