Header Ads

Pesquisador da música brasileira, Zuza Homem de Mello morre aos 87 anos


O pesquisador musical e jornalista paulistano José Eduardo Homem de Mello - mais conhecido como Zuza - morreu em São Paulo enquanto dormia na madrugada deste domingo (4), por um infarto agudo do miocárdio. Ele tinha 87 anos. 

Segundo a família, Zuza havia passado o sábado (3) comemorando com a mulher, Ercilia Lobo, seus novos projetos, como a biografia do músico João Gilberto, que havia finalizado recentemente, e a série "Muito Prazer Meu Primeiro Disco", com o Sesc São Paulo - o primeiro episódio, com Gilberto Gil, saiu neste sábado. 

Nos anos 1950, Zuza, que era contrabaixista e amante do jazz, foi para os Estados Unidos estudar música em Massachusetts e em Nova York, onde frequentou clubes do gênero e assistiu de perto a apresentações de ícones como Duke Ellington, Billie Holiday, Miles Davis, Thelonious Monk e John Coltrane. 

O musicólogo marcou a história da música nacional por trabalhos com nomes como Elis Regina, Milton Nascimento, Elizeth Cardoso e Jacob do Bandolim. 

Ele também escreveu obras importantes sobre a música brasileira, dentre eles "A Era dos Festivais - Uma Parábola" (2003) e "Copacabana" (2017), além de publicar "Música com Z: artigos, reportagens e entrevistas" (2014), que reuniu textos escritos por ele entre 1957 e 2014. 

Em 2019, o documentário Zuza Homem de Jazz, sobre sua trajetória como músico, técnico de som e pesquisador, foi lançado. Filmado em São Paulo, Rio de Janeiro e Nova York, tem direção de Janaína Dalri. 

Segundo a família, o velório será restrito a família e amigos por causa da pandemia.

(Folhapress)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.