Header Ads

Pleiteando reeleição, Arnon afirma que dará mais atenção à zona rural e ao homem do campo

FOTO: Lícia Maia

Candidato à reeleição na Prefeitura de Juazeiro do Norte pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Arnon Bezerra contou, em entrevista, algumas de suas propostas para a campanha deste ano, comentou sobre o pedido de impugnação de sua campanha e sobre os aprovados no concurso da cidade. 

Em entrevista no mês de janeiro, Arnon ainda não havia firmado a intenção de recandidatura, mas não a descartava. Segundo ele quando se “antecipa a eleição, pode dar margem a desvirtuar um pouco a administração, e o nosso foco principal é a administração”, afirmou sobre apenas firmar candidatura há pouco tempo. Segundo ele, o avanço em todos os pontos da o estímulo de participar da eleição novamente.

Arnon afirma que o município já garantiu recursos para os próximos seis anos para investimento na mobilidade, saúde, educação, saneamento e ampliação de abastecimento de água. “Era costume de administrações no passado começarem obras e não darem continuidade”, diz Arnon, afirmando que na atual gestão o pensamento foi diferente, tendo dado “vida a essas obras”. 

“Trabalhamos muito na questão da educação. Saímos do último lugar para os 20 primeiros, no 16°”, conta Arnon sobre a relação de sua candidatura e as propostas para o ensino na cidade. “Quem tem educação, tem saúde de qualidade, cuida do meio ambiente, cria possibilidade e tem prosperidade”, diz ele. 

Quando questionado sobre os pontos que poderia melhorar com uma possível reeleição, Arnon Bezerra pontua que faltou a gestão dar força ao homem do campo, com o asfaltamento das ruas para dar acesso e escoar melhor a produção, por exemplo. Segundo ele, esse foi um ponto deixado para 2020, e que com a pandemia, o que tinha destinado para o homem do campo foi direcionado à saúde devido ao coronavírus. 

O candidato ressalta que Juazeiro do Norte, diferente de em outros locais do país, como Fortaleza, não teve pacientes precisando de UTI, “não faltou leito em hospital, não faltou ambulância, não vimos a imagem triste de corpos em câmaras frias esperando para serem sepultados”, diz ele. 

Arnon pontua que houve sim prejuízo de vidas perdidas, “que são muito importantes”. Apesar disso, “a gente pode até dizer que Juazeiro está saindo sem tanto sofrimento, falta agora aperfeiçoar o trabalho”, afirma. 

Quando questionado sobre o pedido de impugnação da campanha sofrido por ele, através de ação do Ministério Público, o prefeito afirma que são coisas passadas. “Se eu tivesse qualquer impedimento não estaria nesse mandato. Estou absolutamente tranquilo. A justiça se posiciona e a gente vai para reeleição com muita tranquilidade”, afirmou. 

Sobre a convocação dos aprovados no Concurso Municipal de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra afirma que a prefeitura de Juazeiro teve o comportamento de homologar em março, mas quando estavam prestes a fazer o chamamento chegou a pandemia, e aconteceu o impedimento no Ceará. “A gente está obedecendo a lei. Oportunamente todos serão chamados, sem nenhum problema”, disse o gestor. 

Arnon afirma estar “muito otimista” com a reeleição. “Eu acho que a politica do Brasil mudou, está vencendo a proposta, o comportamento e a democracia”, conclui. 

Em 2016, Arnon Bezerra foi eleito com 42,72% dos votos da população de Juazeiro do Norte, tendo como vice Giovanni Sampaio (PSD), que hoje integra como vice chapa com Glêdson Bezerra (Podemos). Como vice para 2020, Arnon tem Gabriel Santana (PT). 

No primeiro mandato, nas suas promessas de campanha estavam o uso de espaços públicos, como o Centro de Apoio ao Romeiro, a partir do investimento nos pequenos empreendedores. “Nós podemos dar vida ao Centro, mas precisamos conversar com eles (ambulantes) para sabermos o que eles precisam”, disse no debate de 29 de setembro de 2016 na TV Verdes Mares Cariri.

(Fonte: Site Badalo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.