Header Ads

Estudantes de Juazeiro do Norte vencem prêmio nacional com game que estimula a educação financeira

FOTO: Arnaldo Araújo

Estudantes da Escola de Ensino Médio em Tempo Integral (EEMTI) Dona Maria Amélia Bezerra, em Juazeiro do Norte, que compõe a rede pública estadual, ganharam um prêmio nacional em uma competição de educação financeira, a Innovation Camp Nacional. As quatro meninas criaram o Financial Game, uma espécie de jogo que dispõe de planilha de gastos, simulador de investimento, quiz, conteúdo sobre finanças, empreendedorismo e carreira. 

As estudantes Laisla Mirele Oliveira, Cecília Maria Valentim, Nina Maria Benjamim e Alane Rodrigues desenvolveram a ideia durante a etapa local do Innovation Camp, programa da Junior Achievement (JA) Ceará, que estimula a criação de soluções inovadoras em tecnologia, em parceria com o Facebook e a Secretaria de Educação do Estado (Seduc). 

Na plataforma criada pelas meninas, o jogo avança à medida que o usuário adquire conhecimento e toma decisões assertivas em relação ao próprio dinheiro. O Financial Game divide as informações e fases de jogo conforme a idade do participante: 10 a 16 anos, dos 16 aos 18 e dessa idade em diante. “Dentro do game, ganha moedas fictícias, como incentivo. É bem prático, não é muito complicado. Muitos adultos precisam aprender educação financeira, mas tarde demais. Começando jovem, vai ter uma ciência a mais”, acredita Laisla, de 18 anos. 

A própria Laisla foi a única a apresentar o projeto sozinha nas etapas local e nacional, vencendo a competição contra representantes de outros quatro estados, São Paulo, Goiás, Santa Catarina, Acre, e do Distrito Federal, porque suas colegas de equipe tiveram falhas na conexão e toda a defesa do trabalho aconteceu de forma remota. “Foi divertido”, reforça a estudante. 

Na etapa local do Innovation Camp, a escolha dos cinco melhores protótipos foi feita por uma equipe de jurados formada por especialistas nas áreas de educação, finanças e empreendedorismo. Todas as escolas participantes são da rede estadual. Já na etapa nacional, além dos especialistas, a competição contou com a participação de representante do Facebook no Brasil. 

Professora das meninas, Elaine Lima foi responsável por selecioná-las para a competição. As quatro participaram de um curso, antes de elaborar o protótipo. “Me senti orgulhosa pelo desempenho e ter superado o desafio de apresentar ao público, ainda mais por videoconferência. Isso mostra que quando a pessoa quer de desenvolver, não importa o ambiente, tanto na escola pública ou privada. E elas se saíram bem”, exalta. 

Mãe de Laisla, a comerciante Marinalva de Oliveira apoiou a filha desde o início, mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia da covid-19. “Soube através dela que tinha ganho este prêmio. Fiquei sem ação. Sempre acreditei nela. Tudo que colocam, ela quer fazer. Só peço cuidado para não a sobrecarregar”, pondera. 

A própria Marinalva é um exemplo prático de como o projeto da filha a ajudou a ter uma educação financeira melhor. Vendedora de sobremesas, faz questão de consultá-la: “Eu era muito desentendida, hoje procuro conversar com ela. A visão é totalmente diferente e isso ajuda muito em casa, outra visão de gastar. Acho importante os jovens conhecerem esse aplicativo”, pontua. 

Fundada em 1919 nos Estados Unidos, a Junior Achievement é uma das maiores e mais antigas instituições de educação financeira, empreendedorismo e prática de negócios. No Brasil, onde atua há 37 anos, a organização social possui unidades em todos os estados e no Distrito Federal. No Ceará, a JA está presente há 15 anos. Sem fins lucrativos, a entidade internacional busca despertar o protagonismo nos jovens para empreender.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.