Header Ads

Instituto caririense distribui livros para crianças e promove peças teatrais gratuitas em nove estados


Há quase duas décadas, o sentimento de ajudar o próximo tomou de conta de Jakeline Duarte quando ela era apenas uma estudante de enfermagem. Foi esse sentimento que gerou o projeto que hoje beneficia crianças carentes através do Instituto Anjos da Enfermagem, levando educação em saúde pelo teatro e leitura. 

Anualmente o Instituto produzirá espetáculos teatrais sobre questões importantes para o mundo e ainda doará livros que resumem as mensagens envolvidas nas peças. O projeto já foi iniciado, e o livro “Quando um Sonho te Contagia” já começou a ser distribuído entre nove estado do Norte, Nordeste e Centro Oeste. Entre as regiões beneficiadas estão Juazeiro do Norte, Crato e Farias Brito, terra natal de Jakeline. No total, serão 1200 cópias distribuídas. 

“Eu sempre tive vontade de desenvolver projetos sociais, isso que me levou a buscar a área da saúde”, afirmou Jakeline. O projeto nasceu em 2003, e em 2004 veio a fundação da ONG Anjos da Enfermagem. Agora, com o nome de Unianjos, o projeto se volta para área educacional. 

A obra é uma releitura de um livro escrito também pela enfermeira, em 2016, agora adaptado para crianças. “Sempre tive o desejo de escrever para as crianças, e nesse livro nós conseguimos extrair a essência do livro para adultos, que é a minha história, trazendo para o mundo infantil onde o nosso propósito é reforçar para as crianças que, para alcançar qualquer objetivo é preciso, primeiramente, sonhar e acreditar”, destacou Jakeline. 


“Queria que as crianças tivessem acesso a cultura. Imagina, você vai para o teatro e lá é de graça. E você ainda sai com um livro!”, afirmou. Para a enfermeira, a leitura é essência das crianças, o fundamento. “As crianças com essência fazem com que tenhamos um futuro mais próspero”, disse.

Sobre a personagem, que tem o mesmo nome da enfermeira, a autora afirma que ela “desde criança sonha, e pelos sonhos ela persiste, por mais que tenham dado vários ‘nãos’, ela persevera e consegue”. Para Jakeline, os ingredientes mais importantes para conquistar algo são fé, amor e persistência. “Se você não tiver fé, dificilmente vai enfrentar as dificuldades de um sonho e ter coragem de acordar e fazer acontecer. Persistência é saber que você precisa fazer algo a mais para conseguir e amor é o fundamento de tudo, para perdoar e olhar as pessoas com mais empatia”, afirmou. 

Em Juazeiro, os livros foram entregues às crianças assistidas pela Associação do Horto, num momento emocionante, inclusive para quem estava só de passagem pelo local. “Eu vim ao Horto pagar uma promessa com os meus filhos quando vi a ação e agora entendi o porquê não ter conseguido vir antes. Eu precisava presenciar esse momento. Em 2016 eu coloquei meus sonhos nas mãos de Padre Cícero e hoje estou vindo agradecer pela graça alcançada. Ver a ação falando em sonhos, só reforça para mim e para os meus filhos que sim, os sonhos são possíveis e que devemos acreditar”, declarou Patrícia Lima, atendente de consultório. 

Em Crato, a entrega ocorreu no bairro Mirandão no último sábado (21). Em Farias Brito, a entrega ocorrerá no próximo sábado, dia 28. “O Crato foi a cidade que me acolheu, lá eu construí minha família e é lá que vivo com minhas filhas. E não poderia faltar minha cidade natal, Farias Brito. Jamais poderia deixar de contemplar as crianças que lá vivem, assim como eu, as crianças de lá precisam acreditar que os sonhos são possíveis”, afirmou Jakeline. 

Juntamente da entrega do livro há a apresentação do espetáculo. A interpretação da história é por conta dos artistas regionais Yarley Tavares e Flávio Rocha. “O teatro tem essa magia de ser emocionante, e transmitir um livro tão bacana é muito gratificante”, afirmou Flávio Rocha. Os atores explicaram que os ensaios são online, e para as apresentações eles se deslocam para os estados. A peça, segundo Yarley, tem também o intuito de atingir o público adulto, apresentando humanização na saúde através da figura da enfermeira. “Queremos ser úteis nesse momento”, afirmou. 

O projeto é patrocinado pela Secretaria Especial da Cultura e conta também com o apoio de empresas privadas como a Cirúrgica Fernandes, o Colégio Paraíso e Faculdade Paraíso.

(Fonte: Site Badalo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.