Header Ads

Operação Eleição 2020: 1.400 policiais militares que irão ao Interior farão testes para Covid-19

FOTO: Kid Júnior

Foi iniciada na manhã desta quinta-feira (5) a testagem para Covid-19 de agentes da Polícia Militar do Ceará (PMCE) que irão fazer parte da Operação Eleição 2020, realizada nos municípios do interior do Estado. De acordo com a Corporação, 1.400 PMs serão testados para garantir a segurança sanitária da população e da equipe policial. 

Conforme a Polícia Militar, os agentes farão o teste  RT-PCR, no qual é utilizado uma espécie de cotonete,  que retém material da cavidade nasal e/ou na orofaringe, região próxima à amígdala. As amostras colhidas vão ser analisadas antes da partida dos PMs aos municípios.

Segundo a Polícia, a testagem está sendo feita por  meio da Coordenadoria de Saúde e Assistência Social e Religiosa (CSASR), em parceria com a Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa). Os exames estão sendo realizados em três polos de atendimento: no Quartel do Comando Geral, Regimento de Policiamento Montado e, ainda no 1º Comando Regional de Polícia Militar. 

Conforme a Polícia, os 1.400 PMs escalados para a operação, no fim dela, farão novamente a testagem para a Covid-19, sendo, ao todo, realizados 2.800 testes. Os agentes receberão ainda um kit contendo álcool em gel e máscaras de proteção facial. Serão ministradas, também, instruções de policiamento a ser feito com segurança sanitária. 

Precauções
O objetivo dos protocolos sanitários é, segundo a PM, manter os policiais saudáveis durante a operação e não propagar o novo coronavírus, além de fazer a detecção na volta dos agentes para casa, para que não haja o contágio das famílias deles. Para a coordenadora da CSASR, tenente-coronel Sandra Helena, a iniciativa demonstra as precauções sanitárias que estão sendo tomadas pela Polícia.

"Essa verificação é um cuidado que a PMCE está tendo com o policial, revela uma alta consciência sanitária.  O vírus não pode ser levado para outro município, bem como também não pode retornar com o policial. Nós precisamos expor o militar, mas tudo de forma segura", afirmou a coordenadora.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.