Header Ads

Após reunião com ministro e governadores, Camilo diz que tenta antecipar vacina para antes de março


O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), reforçou nesta terça-feira (8) que fará "todos os esforços possíveis" para que o Ceará "receba a vacina o mais rápido possível". A afirmação foi feita pelo Twitter, após reunião entre o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e governadores do Consórcio Nordeste e outras regiões. 

"A informação do Ministério é da distribuição de 100 milhões de doses da AstraZeneca até junho, com início da vacinação a partir de 3 de março; e mais 160 milhões no segundo semestre. Haveria também negociação de mais 112 milhões de doses de outros laboratórios. Além de buscar parceria com o Governo Federal, estamos tratando da aquisição também com o Governo de São Paulo, através do Instituto Butantan, além de contatos com outros laboratórios, para tentar antecipar esse processo aqui no Ceará", disse Camilo. 

Na segunda-feira (7), o governador já havia anunciado os esforços pela antecipação da vacina. 

Na reunião, o ministro da Saúde afirmou, que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) deve demorar 60 dias para aprovar o uso de qualquer vacina contra a Covid-19.

Pazuello não especificou se falava da análise para uso emergencial, que é restrito apenas a alguns grupos como profissionais de saúde, ou sobre o registro definitivo da vacina. 

O Governo de São Paulo, no entanto, tem anunciado o início da vacinação para o final de dezembro deste ano. Na reunião, o ministro e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), chegaram a um bate boca sobre a falta de interesse do governo federal na Coronavac, o imunizante chinês que será formulado e também produzido pelo Instituto Butantan. 

Pressionado pelo governador do Maranhã, Flávio Dino (PCdoB), Pazuello afirmou que não irá deixar de estudar a compra da Coronavac. Mas ressaltou que "a Anvisa ainda aguarda o resultado da fase 3".

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.