Header Ads

Instituto Butantan começa a produzir vacina CoronaVac no Brasil


O Instituto Butantan, órgão ligado ao Governo do Estado de São Paulo, começou, nesta quinta-feira (10), a produzir a vacina CoronaVac, em uma parceria firmada com o laboratório chinês Sinovac. O imunizante está na terceira fase de testes e ainda não tem a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser usado no Brasil. As informações são do Portal UOL. 

A elaboração da CoronaVac foi iniciada com 600 litros de insumos vindos da China. De acordo com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), outros 11 estados, entre eles o Ceará, e 912 cidades se manifestaram formalmente para receber a vacina. 

Também segundo João Dória, além do Ceará, estão na lista: Acre, Pará, Maranhão, Roraima, Piauí, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Paraíba e Rio Grande do Sul. O governador também informou que já conversa com outros países, como a Argentina. 

Conforme o Governo do Estado de São Paulo, a fábrica do Instituto Butantan passa por reformas de ampliação e funcionará 24 horas, nos sete dias da semana. A fábrica deverá produzir, gradativamente, até 1 milhão de doses por dia. Hoje em dia, a planta tem uma área de 1.880 metros quadrados, com duas máquinas de envase, duas inspetoras e além da CoronaVac, produz sete vacinas e 13 soros. Ao todo, 20 produtos são encaminhados exclusivamente ao Ministério da Saúde.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.