Header Ads

Professora novolindense incentiva leitura e escrita na zona rural



Desde o mês de março, quando a pandemia causada pelo coronavírus (covid-19) se instalou no Brasil, a Educação de crianças e jovens foi um dos setores mais impactados. As aulas foram paralisadas e professores e estudantes tiveram que adaptar-se aos meios tecnológicos para dar continuidade ao ensino. Em Nova Olinda, na região do Cariri, a professora Aparecida Pereira, da Escola de Ensino Infantil Alvim Alves, localizada na zona rural do município, desenvolveu um projeto que premiou alguns alunos por suas produções textuais. A iniciativa, que teve sua finalização na última sexta-feira (11), tinha como objetivo amenizar a dificuldade de aprendizagem dos alunos do primeiro ano da alfabetização. 

O projeto surgiu após a professora perceber que as crianças não estavam devolvendo as atividades resolvidas. Foi quando ela teve a ideia de premiar os melhores produtores de textos curtos, com brindes como mochila com rodinhas, um tablet e dez kits escolares para crianças que fizessem as melhores frases. “São 23 alunos que estão em um momento de transição muito difícil, porque estão saindo da educação infantil para o primeiro ano da alfabetização e há toda uma dificuldade”, explica Aparecida. 

Para a professora, a relevância do projeto se dá, principalmente, porque ele melhora a autoestima da criança e da família. “Em um momento como este onde nós estamos insatisfeitos, e que eles (os alunos) não conseguem compreender o motivo de estarem fora da escola, incentivar a família a transformar seus filhos e a conhecerem o mundo é um dos objetivos”, conclui a professora. O projeto também contou com o auxílio da Secretaria Municipal de Educação de Nova Olinda e de outros professores, que se solidarizaram com a iniciativa da professora.

(Fonte: Jornal do Cariri)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.