Header Ads

Projeto desenvolvido por estudantes cratenses se expande para capital


Por Redação Gazeta do Cariri

O Ecomapss, aplicativo de mapeamento ambiental criado por professores e estudantes do campus de Crato do IFCE, segue em expansão e acaba de ser implantado em dois novos pontos turísticos do Ceará. A Praça Luiza Távora, em Fortaleza, e o Parque Botânico, em Caucaia, juntaram-se a outros sete locais que já receberam o app. 

Segundo o professor João Alberto Abreu, coordenador do projeto, foram mapeados 28 pontos na praça Luiza Távora: "Dentro desses pontos, temos 22 árvores e seis locais históricos, como a Central de Artesanato do Ceará (CeArt), o vagão e o projeto Mais Infância". Já no Parque Botânico são 60 pontos mapeados, entre flora e pontos históricos. A informação foi divulgada no último dia 18 de dezembro pelo IFCE.

Para a coordenadora da CeArt, Patrícia Liebmann, o Ecomapss deve promover a valorização da Praça Luiza Távora: "As plantas e árvores, bem como os Castelos, Vagão e Loja que ficam na praça só serão valorizadas, respeitadas e conservadas se os frequentadores e moradores adjacentes tiverem acesso e conhecerem a história e as espécies das plantas presentes, para que entendam a importância da sua conservação para a manutenção da qualidade de vida das pessoas". 

Além das novas implantações, a equipe do projeto também está em Fortaleza para a manutenção das placas de identificação no Parque do Cocó, que foram substituídas por placas com material mais resistente. Fazem parte da equipe de implantação os professores João Alberto Abreu, Gauberto Barros e Brisa Cabral. 

O aplicativo 
O Ecomapss armazena informações sobre fauna, flora e outros pontos de interesse dos lugares onde está implantado. Cada um dos pontos mapeados pela equipe recebe uma placa de identificação com um código QR, que dá acesso aos dados. Basta o usuário fazer o download gratuito do aplicativo e apontar a câmera do smartphone para o código para encontrar um mundo de informações. As placas também contam com informações em braile e sonorização de libras. 

Além de informar os visitantes, o app pode ser utilizado em aulas de campo e servir como fonte de pesquisa. O objetivo, segundo os professores responsáveis pelo projeto, é despertar para a importância do aprendizado sobre a diversidade da flora nativa e apoiar projetos de educação ambiental, unindo meio ambiente e tecnologia. 

No total, o Ecomapss está em nove pontos turísticos do Ceará: nas unidades estaduais de conservação do Parque do Cocó e da ARIE do Sítio Curió, em Fortaleza, do Parque Estadual Sítio Fundão, no Crato, da ARIE das Águas Emendadas, em Tauá, e do Parque Botânico, em Caucaia; na praça Luiza Távora, em Fortaleza; e nos geossítios Pontal de Santa Cruz e Pedra Cariri, em Santana do Cariri, e Ponte de Pedra, em Nova Olinda.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.