Header Ads

Sanfoneiro paraibano Zé Calixto morre aos 87 anos no Rio de Janeiro


O sanfoneiro paraibano José Calixto da Silva, de 87 anos, faleceu neste domingo (13), no Rio de Janeiro. Segundo informações de familiares à TV Paraíba, Zé Calixto, como era conhecido, sofria de Alzheimer há alguns anos e teria morrido por complicações em decorrência da doença. 

Zé Calixto ficou conhecido por tocar o fole de oito baixos. Aos 12 anos, o músico já participava de shows de forró. Zé Calixto tocou ao lado de grandes nomes do forró, entre eles, Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro. 

Em 1960, gravou uma série de 4 discos ao acordeom pela gravadora Sinter com os forrós “Forró de Seu Dideu”, “Forró em Serra Branca”, “Forró em Campina Grande” e “Bodocongó”; a polca “Polquinha brejeira”; o frevo “Oito baixos no frevo”; o xote “Xote em fá” e o choro “Bossa-nova em oito baixos”, todas de sua autoria. Com sua sanfona de oito baixos, chamou tanto a atenção dos produtores cariocas, que logo foi contratado pela Phillips, passando a gravar um LP por ano. 

Participou da coletânea “O fino da roça”, lançada pela gravadora Philips, em 1969, da qual participaram ainda, Jackson do Pandeiro, Zé Catraca, Messias Holanda, Zé Messias, Adélia Ramos e Elino Julião, liderados por Genival Lacerda, que substituiu Jackson do Pandeiro na excursão homônima, percorrendo todo o Nordeste, tocando com sucesso em clubes e praças, por ocasião dos festejos juninos. 

O músico também se apresentou várias vezes no São João de Campina Grande. O velório deve acontecer nesta segunda-feira (14), no Rio de Janeiro

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.