Header Ads

Agendamento da vacinação de Covid-19 em Fortaleza ainda não está disponível

Segundo Ana Estela, será necessário ainda saber quando e quantas doses chegarão ao Estado para o agendamento está disponível Foto: Helene Santos

A titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Ana Estela Leite, informou na manhã desta terça-feira (19), que o aplicativo Mais Saúde Fortaleza ainda não está disponível para agendamento da vacina contra a Covid-19. Isso porque, neste primeiro momento, o plano de imunização contra a Covid-19 contemplará apenas profissionais de saúde que atuam na linha de frente da pandemia, já que a Capital não recebeu doses suficientes para todos no grupo prioritário. 

"Quando chegar doses suficientes para idosos acima de 75 anos e para as demais fases serão realizados agendamentos para os locais de vacinação. O agendamento será pelo site e aplicativo, que ainda está em fase de desenvolvimento". 

Conforme a secretária, é necessário ainda saber quando irá receber e quantas doses estarão disponíveis para fazer o agendamento. "Vamos aguardar mais doses para que a população acesse o aplicativo e o site".

Como agendar 
O Mais Saúde Fortaleza terá uma janela nomeada de "Vacine Já Covid-19". O usuário acessará o aplicativo e fará um pré-cadastro para receber a vacina. 

Segundo Ana Estela, para alcançar os profissionais que estão diretamente na assistência a pacientes infectados pelo novo coronavírus, a SMS acessou uma relação nominal, que ajudou na elaboração da rota de vacinação. 

"Inicialmente, os profissionais que estão atendendo nas UTIs Covid, nas enfermarias, nas emergências porta aberta, no Samu e nas Upas. São os profissionais que estão em maior risco", considera. 

A secretária alertou ainda que, mesmo com a vacinação, é preciso continuar com as medidas sanitárias para conter o vírus. 

"A pandemia não acabou. Estamos vivendo um aumento de casos e na nossa cidade não é diferente. Então é preciso que, mesmo com a vacina, a população continue com as medidas sanitárias de segurança, como uso de máscaras e distanciamento social. Pra que a gente interrompa a circulação viral, é preciso que pelo menos 75% das pessoas sejam vacinadas. E a gente está começando com um número pequeno de doses", disse.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.