Header Ads

Apesar da pandemia, Ceará cria 18 mil postos de trabalho em 2020 e tem 8º melhor desempenho do país


Apesar de a pandemia de coronavírus ter causado um forte impacto na economia do Brasil, o Ceará fechou o ano com saldo positivo na geração de emprego em 2020, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quinta-feira (28). No Ceará, o saldo foi de 18.546 empregos. 

No auge da pandemia de coronavírus, entre março e maio, o Ceará passou por um lockdown que decretou o fechamento de comércios não essenciais, como bares e restaurantes. Nesses meses, o estado perdeu mais de 50 mil postos de trabalho. 

A geração foi recuperada principalmente nos meses de outubro e novembro, quando número de admissões superou em 31 mil o número de demissões.

Saldo positivo no Brasil 
Em todo o Brasil, o saldo foi de 142.690 postos de trabalho. Esse resultado é a diferença entre as contratações e as demissões. No ano passado, o país registrou 15.166.221 contratações e 15.023.531 demissões. 

O Ceará teve o 8º melhor desempenho no país. Em primeiro lugar no ranking aparece Santa Catarina, com saldo de 53 mil postos de trabalho.

De acordo com dados oficiais, esse foi o terceiro ano seguido com geração de empregos formais. Entretanto, foi o pior resultado para um ano fechado desde 2017 - quando foram fechadas 20.832 vagas com carteira assinada.                     (Fonte: G1 CE)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.