Header Ads

Falta de energia impede conclusão de prova do Enem em Várzea Alegre

Dos 1.600 estudantes inscritos no Enem em Várzea Alegre, 200 estavam na Escola de Ensino Fundamental Dr. Dário Batista Moreno, onde houve falta de energia no horário da prova. FOTO: Leandro Bezerra

Cerca de 200 alunos que fizeram a primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na tarde deste domingo (18) na Escola de Ensino Fundamental Dr. Dário Batista Moreno, na cidade de Várzea Alegre, foram prejudicados pela a falta de energia elétrica que começou às 15h31 e se estendeu por mais de seis horas. 

A falta de energia elétrica atingiu ruas do bairro Riachinho, onde fica localizada a unidade de ensino. “Depois de cinco e meia da tarde não dava mais para ver nada, a sala ficou escura e não consegui concluir a prova”, contou a estudante, Carla Viana. “O que nós queremos é a reaplicação da prova, pois o horário oficial era até sete horas da noite”. 

A estudante Márcia Alves também lamentou a situação. “A gente se prepara, tem uma única oportunidade por ano e acontece uma situação dessa é muito triste”, pontuou. O estudante Luís Paulo Bezerra de Sousa também fez prova na escola que enfrentou falta de energia e afirmou que “ficou impossível a leitura das questões” e o fato “gerou mais ansiedade nos alunos”. Por último, disse que “reivindicamos uma nova aplicação da prova”. 

Dentre os alunos que não conseguiram concluir a prova, o sentimento é de indignação. O secretário de Educação de Várzea Alegre, Antônio Fernandes, frisou que “a falta de energia atingiu várias ruas do bairro. “Vez ou outra ocorre essas quedas de energia”, pontuou. “Entregamos a escola com toda infraestrutura funcionando regularmente”. 

Na Escola de Ensino Fundamental Dr. Dário Batista Moreno, da rede municipal de ensino, havia 350 alunos inscritos para a prova do Enem, distribuídos em 10 salas. Compareceram cerca de 200. “Foi uma situação lamentável”, pontuou a diretora da unidade de ensino, Ângela Bernadino. “Os pais e alunos me procuraram e estão reclamando desse transtorno. Os estudantes estão abalados, muito tristes”. 

Antônio Fernandes lamentou o transtorno enfrentando pelos alunos. “Os pais e alunos investem por vários anos com a expectativa dessa prova e o que ocorreu afeta o psicológico, o sonho desses alunos”, observou. “Entendemos que o mais sensato é a reaplicação da prova”. 

Por meio de nota, a Enel Distribuição Ceará informou que “na tarde de ontem (17), uma falha no transformador que atende o local causou a interrupção do fornecimento de energia para alguns clientes. A companhia esclarece que logo enviou equipes técnicas para o local para normalizar o serviço. A empresa informa ainda que o fornecimento foi completamente normalizado ainda ontem”. Entretanto, a Enel não disse que horas o fornecimento foi reestabelecido. 

O Sistema Verdes Mares solicitou esclarecimentos ao Instituto Nacional de Estudo e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) do Ministério da Educação (MEC), mas ainda não obteve resposta.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.