Header Ads

Influencer de Juazeiro reclamava de dores antes de internação: "ela falava, mas não foi ouvida"


Descrita como "guerreira" em nota sobre o comunicado sobre seu estado de saúde, Liliane Amorim, 26 anos, perdeu uma luta neste domingo (24). Ela estava internada em estado grave, mas morreu após sofrer complicações em uma lipoaspiração. A jovem, além da dor nos familiares, deixa um filho de seis anos. 

Para a irmã Fabíola Amorim, a dor é "irreparável". "A dor da perda é muito grande, por ela ser uma pessoa muito jovem. O filho que ela deixa, que vai crescer sem a mãe agora. É muito difícil", lamentou. 

Fabíola diz que a irmã estava sendo acompanhada por técnicos de enfermagem e uma pessoa responsável, que fazia as drenagens. O médico viajou no dia seguinte, mas deixou uma pessoa responsável para passar informações. 

A paciente relatava dor e ânsia, e tudo era informado ao médico. O profissional, continua Fabíola, dizia que "a recuperação era difícil mesmo". A irmã ressaltou que o médico disse não ser necessária uma nova hospitalização, pois a jovem seria exposta a mais um risco em razão da pandemia de Covid-19. 

A profissional que acompanhou a jovem, segundo a irmã, dizia que Liliane "não estava colaborando" e a comparava a outros pacientes. Desde então, a influencer passou a guardar para si as reclamações, mas precisou ser levada ao hospital no quinto dia devido a dores intensas. "Ela falava, mas não foi ouvida", relembrou a irmã em tom de lamentação. 

A amiga Alicia Kamilo Pinheiro reforçou as palavras de Fabíola, dizendo que Liliane até se desculpava pelo que vinha sentindo. "Ela estava sentindo dor, inclusive, no dia anterior, tinha vomitado tudo o que tinha comido". Ela acrescenta que o médico chegou a prescrever uma medicação por telefone, mas depois optou por um atendimento no hospital. 

De acordo com Isabel Amorim, advogada da família, o translado do corpo e as medidas judiciais já estão sendo preparados. A família registrou um Boletim de Ocorrência (BO) sobre o caso. A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) dará seguimento às investigações sobre a morte da jovem. 

Cuidados médicos 
Liliane foi hospitalizada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital da Unimed no Centro de Juazeiro do Norte no dia 15 de janeiro, depois de passar por uma segunda cirurgia em razão de complicações em uma lipoaspiração. O procedimento estético foi feito no dia 9 deste mês, segundo a família, mas não foi conduzido na unidade. 

A jovem teve uma melhora no quadro na última sexta-feira (22), conforme boletim médico, mas piorou no sábado (23) e precisou passar por uma cirurgia de emergência. A família diz que uma ultrassonografia constatou duas perfurações, nos intestinos grosso e delgado.

O corpo de Liliane Amorim está sendo velado na noite deste domingo, em Juazeiro do Norte. De acordo com a família da vítima, Liliane morava em Juazeiro do Norte, mas era natural do município de Afogados da Ingazeira, no interior de Pernambuco. O corpo deverá ser levado para a cidade natal dela, na manhã desta segunda-feira (25).

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.