Header Ads

Primeiros candidatos a finalizarem prova do Enem na Uece acharam a prova mais fácil neste ano

Lídia do Nascimento foi a primeira a deixa o local de prova na Uece. FOTO: Camila Lima

Os primeiros candidatos do Enem 2020 a finalizarem a prova na Universidade Estadual do Ceará neste domingo (17) começaram a deixar o local de aplicação por volta das 16h. Na saída, alguns afirmaram que o conteúdo estaria mais fácil na edição deste ano, enquanto outros ressaltaram a familiaridade com o tema da redação. Hoje, o exame aborda conhecimentos de Ciências Humanas, Linguagens e Códigos, e Redação, foi iniciado às 13h30 e deve seguir até às 19h.

Para Lídia do Nascimento, de 18 anos, o nível utilizado para as questões não foi além do esperado. A jovem foi a primeira a deixar as dependências da Uece e, apesar de ainda não ter definido para qual curso deve se candidatar, acredita ter obtido sucesso. "Ano passado eu não fiz, mas acredito que esse ano está nos níveis para os quais estudamos", comentou. 

Sobre os protocolos de segurança, deixou claro não ter visto o distanciamento corrento dentro de sala. "Achei lá dentro muito aglomerado. Onde eu estava sentada percebi que a distância não estava cumprindo mais de um metro de distância e na minha sala estavam uns 40 alunos, mesmo com menos gente que o planejado". 

Enquanto isso, Erica Mota, 24, também acabou finalizando a prova antes do prazo final. Segundo a estudante, que já cursa Engenharia, a experiência deste domingo foi para checar os conhecimentos atuais. "Achei até mais simples que no ano retrasado. A redação, com o tema de saúde mental, achei muito importante exatamente por falar da questão social, etc", opinou. Ela conta que resolveu as questões de forma mais rápida por conta de um compromisso no fim da tarde.

Já para Vanessa Messias, de 19 anos, poder concluir a prova mesmo com os problemas vivenciados durante a pandemia não foi algo tão complicado. "Não acredito que a pandemia atrapalhou muito meus estudos para a prova. Como finalizei o 3º ano em 2019, não senti muita dificuldade, então foi normal passar por esse processo", disse. 

Mesmo com as reclamações de outras pessoas em relação aos protocolos estabelecidos por conta da Covid-19, ela afirmou não ter presenciado nenhuma violação dentro da Uece. "Na minha sala o distanciamento estava dando certo e os cuidados com máscara e álcool em gel, por exemplo, estavam ocorrendo", pontuou.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.