Header Ads

Profissionais da saúde da linha de frente serão vacinados nos locais de trabalho; veja prioridades


O governador Camilo Santana anunciou, via redes sociais, que a vacinação contra a Covid-19 no Ceará deve ser iniciada ainda nesta segunda-feira (18). Neste primeiro momento, devem ser vacinados 109 mil cearenses que fazem parte de dois grupos prioritários: profissionais de saúde da linha de frente contra a doença e idosos que residem em asilos.

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), os primeiros imunizados serão os profissionais da linha de frente de unidades públicas e privadas, “que serão imunizados nos locais onde trabalham”. Em seguida, idosos de 60 anos ou mais que vivem institucionalizados. “Todos os grupos da Fase 1 serão vacinados na medida que cheguem mais lotes nas próximas semanas”, destaca a pasta. 

Além de profissionais da saúde e idosos institucionalizados, o Plano Estadual de Operacionalização da Vacina cearense descreve que, no primeiro grupo, estão incluídos ainda idosos acima de 75 anos de idade e a população indígena do Estado. Ao todo, o bloco abrange 595.752 pessoas, conforme estimativa da Sesa. 

Os grupos devem receber duas doses da mesma vacina, “garantindo assim maior eficácia”. O imunizante é a Coronavac, produzido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo. Segundo o painel Our World in Data, ele já é aplicado na China e na Turquia. 

Cerca de 2,6 milhões de pessoas de grupos prioritários devem ser protegidas no Estado com a chegada da vacina. Confira o cronograma abaixo: 

1ª fase - 595.752 pessoas 
Trabalhadores da saúde (182.907) 
Pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (115.978) 
Idosos acima de 75 anos de idade (269.964) 
População indígena (26.903) 

2ª fase - 538.785 pessoas 
População de 60 a 74 anos 

3ª fase - 415.155 pessoas 
População com comorbidades 

Demais fases - 1.062.093 pessoas 
Trabalhadores da educação 
Membros das forças de Segurança e salvamento 
Colaboradores do sistema prisional 
População privada de liberdade 
População em situação de rua 
Trabalhadores do transporte coletivo 
Transportadores rodoviários de carga 
Pessoas com deficiência permanente severa 

A previsão do Governo é que a chegada do primeiro lote com 218 mil doses da Coronavac ocorra até o início da tarde de hoje. Depois, as vacinas serão distribuídas regionalmente num plano logístico que envolve aviões, helicópteros e transportes terrestres. O planejamento da Sesa é que a vacinação nos municípios comece simultaneamente na manhã da próxima quarta-feira (20). 

A aplicação da Coronavac é intramuscular, com intervalo entre as duas doses de 14 dias. A vacina deve ser armazenada em temperaturas entre 2 ºC e 8 ºC. Além dela, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) também autorizou o uso emergencial da vacina da AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, que será replicada no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.