Header Ads

Seis pessoas são baleadas em ataque a tiros na Praça da Gentilândia, em Fortaleza

Ataque a tiros no Benfica deixou seis pessoas baleadas, em Fortaleza. FOTO: Rafaela Duarte

Pelo menos seis pessoas foram baleadas na noite desta terça-feira (12) na Praça da Gentilândia, no Bairro Benfica, em Fortaleza. Segundo informações policiais, quatro pessoas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu). As outras duas vítimas foram levadas a uma unidade hospitalar em carros particulares. 

Testemunhas informaram à Polícia Militar que dois homens de bicicleta chegaram ao bar que fica na esquina da praça e começaram a efetuar os disparos de arma de fogo. As quatro vítimas socorridas pelo Samu foram levadas para o Hospital Instituto Dr. José Frota, no Centro de Fortaleza.

Um dos suspeitos foi capturado pela polícia momentos depois do ataque na Rua Padre Francisco Pinto, próximo ao local onde foram disparados os tiros. Conforme os agentes, o homem preso trabalha como entregador de água e foi encontrado em um condomínio residencial. A arma não foi localizada.

Três ambulâncias do Samu estiveram no local fazendo o socorro das vítimas. Ainda não há informações a respeito do estado de saúde delas. Vídeos obtidos pela reportagem mostram vários socorristas do Samu em torno de um dos homens baleados, que aparece caído no chão e desacordado.

Chacina do Benfica 
O caso aconteceu em um dos pontos onde ocorreu a chacina do Benfica, em março de 2018, na Praça da Gentilândia, local que costuma receber diversos universitários. 

A chacina aconteceu no dia 9 de março. Na matança, sete pessoas foram executadas e três ficaram feridas em três locais diferentes da região: a Praça da Gentilândia, a Vila Demétrio (nas proximidades da sede da Torcida Uniformizada do Fortaleza - TUF) e o cruzamento das ruas Joaquim Magalhães e Major Facundo. 

Segundo as investigações da Polícia Civil, cinco pessoas participaram ativamente do crime; três delas estão presas, uma não foi identificada e ainda um adolescente, cuja apreensão não foi confirmada pela Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo.

(Fonte: G1 CE)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.