Header Ads

Vacinação deve começar pelas capitais brasileiras, mas ainda não tem data, diz Ministério da Saúde

Fiocruz pede à Anvisa aprovação de uso emergencial de vacina de Oxford contra a Covid-19 FOTO: Kirsty O'Connor/POOL /AFP

A vacinação contra a Covid-19 permanece sem data marcada no calendário do Brasil, mas, quando iniciar, ocorrerá simultaneamente nas 27 unidades federativas, afirmou o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco. As informações são do portal de notícias G1. 

A declaração, dada nesta quarta-feira (13), ocorre após impasses para iniciar a imunização nos estados onde estão instaladas as instituições produtoras das vacinas, o Butantan e a Fundação Oswaldo Cruz, em São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente.

"Eu não posso esperar chegar a 5 mil municípios, 38 mil salas de vacinação, para então startar a vacinação. Então, vai começar quando chegar nas capitais. É essa a ideia." explicou. 

Sobre a data, Franco afirmou que a decisão ocorrerá somente após o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), previsto para esse domingo (17). 

"É uma equação com várias variáveis. O primeiro aspecto é a aprovação da Anvisa. Estamos aguardando ansiosamente a aprovação das duas vacinas solicitadas, Butantan e AstraZeneca”, disse. “Vamos começar a vacinação simultaneamente nos 26 estados e no DF. Não vamos começar por um estado só, vai começar em todos ao mesmo tempo", enfatizou.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.