Header Ads

Camilo descarta ida a evento com Bolsonaro diante de quadro crítico da pandemia no Estado


O governador do Ceará, Camilo Santana (PT) afirmou nesta quinta-feira (25) que não vai encontrar com o presidente Jair Bolsonaro, que visita o estado nesta sexta-feira (26) para assinatura de três de ordens de serviço de obras federais. Camilo justificou a ausência citando o fato do estado estar passando por uma crise sanitária motivada pelo aumento de casos de Covid-19 e a possibilidade de ocorrerem aglomerações.

"Sobre a vinda do Presidente da República ao Ceará, amanhã, para a assinatura de ordens de serviço e visitas a obras, conforme a imprensa tem noticiado, não estarei presente a qualquer desses eventos, diante da real possibilidade de muitas aglomerações, algo frontalmente contrário à gravíssima crise sanitária que vivemos neste momento, com o aumento preocupante de casos e óbitos. Tenho todo respeito à autoridade, mas não posso compactuar com aquilo que considero um grave equívoco", escreveu Camilo em publicação nas redes sociais. 

Na visita ao Ceará, Bolsonaro será acompanhado do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e do diretor-geral do DNIT, general Santos Filho. 

Durante a cerimônia, realizada em Tianguá, serão assinadas as autorizações para a retomada das obras na Travessia Urbana do município, localizada na BR-222. Serão autorizados o início das obras dos novos traçados da rodovia Variantes na cidade de Umirim e no distrito de Frios, além da obra para a conclusão do viaduto que dá acesso à cidade de Horizonte, na BR-116. 

Além da assinatura das ordens de serviço, a agenda da comitiva presidencial prevê visitas técnicas às obras de duplicação do Anel Viário de Fortaleza e do trecho da BR-222, que liga o município de Caucaia ao Porto de Pecém. 

2ª visita em menos de um ano 
Esta é a segunda visita do presidente ao Ceará em menos de um ano. Em junho do ano passado, Bolsonaro veio ao estado para inaugurar trecho do Eixo Norte da transposição do Rio São Francisco. Na ocasião, o governador Camilo Santana também não compareceu ao evento. 

Após chegar ao município de Juazeiro do Norte, o presidente foi ao distrito de Milagres, no município pernambucano de Salgueiro (PE), na divisa com o Ceará, onde acionou a comporta para liberação das águas da transposição, por volta das 11h. Em seguida, o presidente seguiu para Penaforte (CE), a cerca de 30 quilômetros de Salgueiro, onde viu a chegada das águas.

(Fonte: G1 CE)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.