Header Ads

Fiel anda 530 km até Juazeiro do Norte para pagar promessa após irmão se recuperar da Covid-19

Fiel vai a pé de Passira, no interior de Pernambuco, até Juazeiro do Norte, cumprindo promessa por irmão se recuperar da Covid-19. Foto: Arquivo Pessoal/Oberdan Gabriel

Um homem saiu de Passira, no interior do Pernambuco, em direção a Juazeiro do Norte a pé, para pagar uma promessa por seu irmão se recuperar da Covid-19. Rubiano Gomes de Moura, de 35 anos, está no 13° dia de trajeto, acompanhado de seu primo, para percorrer uma distância de cerca de 530 quilômetros. 

Rubiano saiu de Passira em 1° de fevereiro, acompanhado do primo, Oberdan Gabriel Pereira, que faz o trajeto de carro para auxiliar o parente. A expectativa é chegar a Juazeiro do Norte entre terça-feira (16) e quarta (17). A promessa termina quando ele chegar a Igreja de São Francisco. 

"Tá sendo muito satisfatório. Só de saber que meu irmão está bem, que Deus fez um milagre. Essa viagem está sendo um pouco cansativa, com certeza, com 500 km", relata o fiel. A promessa comoveu moradores de Passira e das cidades de onde passam. Famílias oferecem comida e abrigo para os dois, ao longo do trajeto. 

Rotina 
Nessa sexta-feira (12), ele saiu da cidade de São José do Belmonte (PE) e espera chegar em Jati, já no Ceará. A dupla para apenas para fazer refeições e dormir em pousadas ou casas de moradores das cidades por onde passam. 

Após algumas horas de descanso, eles voltam a estrada por volta de 4h da manhã. O fiel anda, em média, 45 quilômetros por dia. No carro, Oberdan leva um isopor com bebidas e alguns poucos suprimentos para o amigo. 

O irmão de Rubiano, Erick, passou dois meses hospitalizado, em estado grave da Covid-19. Primeiramente, ele ficou internado em uma unidade de saúde de Passira e, devido à gravidade, foi transferido a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital de Recife. 

Segundo a família, os médicos afirmaram que Erick tinha 3% de chances de sobreviver. Após lutar contra a morte, Leonardo teve alta em setembro e está completamente recuperado.

Erick passou dois meses hospitalizado, em estado grave da Covid-19 Foto: Arquivo Pessoal/Oberdan Gabriel

Ao longo do tratamento, Rubiano fez duas promessas para a recuperação do irmão. A primeira, cumprida em setembro, foi caminhar de Passira até São Severino dos Ramos, uma distância de cerca de 60 km. 

Essa promessa serviu de preparação para a caminhada até Juazeiro do Norte. Além disso, eles fizeram um treinamento físico durante uma semana. 

Ato de amor 
Oberdan também acompanhou o primo na primeira promessa. Nesta, objetivo era chegar até Juazeiro caminhando, ao lado de Rubiano, mas um problema nos pés fez com ele precisasse do carro para fazer parte do trajeto.

Rubiano e Oberdan, compranheiro de caminhada
Foto: Arquivo Pessoal/Oberdan Gabriel

Mas durante a preparação, a situação era inversa. Oberdan conta que estava preocupado com o primo, pois ele sempre adoecia e tinha problemas durante os treinos. Mas na caminhada até Juazeiro, Rubiano está "inteiro, sem nem um resfriado". Para o fotógrafo, a explicação para a resistência do primo é a fé. 

De início, um grupo de quinze amigos se ofereceu para acompanhar Rubiano na caminhada. Mas, devido a imprevistos, apenas Oberdan o acompanha. 

"Quando eu disse que vinha acompanhar ele, muitas pessoas chamavam ele de doido, e eu de mais doido ainda", afirma Oberdan. Mas para ele, acompanhar e ajudar o primo a cumprir a promessa é gratificante. 

Ele, que é educador físico e fotógrafo, compartilha momentos da caminhada em suas redes sociais. "Queria que as pessoas vissem o quão grande está sendo essa caminhada", conta. 

Para Rubiano, a felicidade em ver o irmão recuperado recompensa as dificuldades do trajeto. "Tem percurso que é ruim, porque tem lugar que não tem nem acostamento para caminhar. Mas tá tudo bem. É agradecer a Deus e seguir em frente. Se Deus quiser, estarei em Juazeiro, em nome de Jesus", conta Rubiano.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.