Header Ads

Greve dos caminhoneiros: Ceará não registra bloqueios ou manifestações em rodovias

FOTO: Guto Vital

O Ceará não registrou, até a manhã desta segunda-feira (1º), ocorrências relacionadas à paralisação de caminhoneiros nas rodovias que passam pelo Estado. As informações foram repassadas pelo inspetor Flávio Maia, chefe da comunicação social da Polícia Rodoviária Federal no Ceará (PRF-CE) e pela Polícia Militar do Ceará (PMCE). 

A PMCE informou, em nota, que "não há registros nas rodovias estaduais de paralisação de caminhoneiros, bem como ninguém procurou a Instituição". O órgão ainda acrescenta que o Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE) está atento às rodovias estaduais para que o trânsito nas vias não tenha transtornos. 

Sindicatos não aderem ao ato 
O Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens (Sindicam-CE) afirmou, na sexta-feira (29), que não aderiria à paralisação convocada para hoje. 

O Sindicam-CE, na ocasião, pontuou que seguirá o posicionamento da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), a qual optou por não parar as atividades. 

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes de Mudanças, Bens e Cargas do Estado do Ceará (Sindicam-CE) e o Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas e Logística do Estado do Ceará (Setcar-CE) indicaram que não participariam do movimento. 

Um dos motivos para a paralisação nacional é a alta do preço do diesel, de acordo com presidente da Associação Nacional do Transporte Autônomos do Brasil (ANTB), José Roberto Stringasci. A lista de reivindicações tem outras nove pautas, como o preço mínimo de frete.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.