Header Ads

Mostra virtual caririense engloba artistas dissidentes e arte contemporânea

Foto: Soupixo/Acervo Pessoal

Um evento que aborda a temática das artes visuais tem causado exponentes de vislumbre a temáticas de gênero e sexualidade no Cariri. Instigando discussões que englobam a cultura, e as formas de expressão e diálogo com a arte, levantando questões LGBTQIA+, das mulheres, negros/negras e de corpos dissidentes no contexto atual, a Mostra de Artes Visuais que é organizada pelo Laboratório de Estudos e Criação Bixórdia apresentam 14 artistas de diversas localidades da região, do Estado e do país, numa experiência virtual ímpar.

Com exibições desde o dia 1º de fevereiro, a exposição “Corpo, Gênero e Sexualidade: Para que te quero?”, faz parte das atividades aprovadas em seleção contemplada ao edital Arte Livre, certame de Criação Artística realizado pela Secretaria de Cultura do Ceará, em fomento pela Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural. Com programação sendo exibida através do Instagram e site da mostra, o laboratório junto a Ungidas Produtora Cultural também disponibiliza oficina ministrada pelo educador Wellington Soares e curadoria de Vita da Silva, que além da exposição distribui em formato audiovisual a apresentação dos trabalhos e da trajetória profissional de cada artista selecionado.

A programação completa do projeto está disponível no site da exposição e compreende um calendário totalmente virtual durante todo o mês de fevereiro e março, contando com o lançamento do Catálogo virtual e impresso, desenvolvido pelo artista visual e design gráfico Carlos Henrique, junto ao Material Educativo elaborado pelas artistas e arte educadoras Maria Macêdo e Jaqueline Rodrigues, sob e orientação de Wellington Soares, já estando disponíveis para acesso no site da exposição. O evento conta com direção geral de Wandeállyson Landim e produção cultural de Lucas Villi.

Segundo a curadora Vita da Silva, a exposição não estabelece compromissos com os limites entre realidade e ficção, uma vez que é difícil dissociá-las. Assim também como não é de seu interesse disseminar uma compressão única sobre corpo, gênero e sexualidade. “Esse grande encontro de corpos racializadas, de corpos trans e travestis, de corpos de sexualidades dissidentes, ou de ‘corpos impossíveis’, para usar palavras de Paul B. Preciado, pode ser compreendido como resultado de elaborações e reelaborações de existências por meio das artes visuais que abrem portas para outros mundos im/possíveis”, completa.

Artistas selecionados

Alex Sousa
Caeu
Caju
Charles Lessa
Eliana Amorim
Indja
Lucas Tavares
Manguebixa e Divine Kariri
Marsonilia Duarte
Nayra Mayara
Isadora Ravena
Rawan Carvalo
SouPixo
SY Gomes
Serviço

Exposição: Corpo, Gênero e Sexualidade: Para que te quero?
Em cartaz: Fevereiro e Março

(Fonte: Site Badalo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.