Header Ads

Em 3 dias de lockdown, 30 estabelecimentos já descumpriram o decreto estadual em Juazeiro do Norte

Lojas fechadas no Centro de Juazeiro do Norte, no terceiro dia de lockdown Foto: Antônio Rodrigues

Apesar do lockdown, em vigor desde sábado (13) em todo o Ceará, fiscais da Vigilância Sanitária de Juazeiro do Norte, maior município do interior do Estado, já flagraram 30 estabelecimentos descumprindo o decreto estadual. A maioria se manteve funcionando, de portas abertas, mesmo sendo permitido apenas os serviços de delivery. Cinco deles foram notificados e o restante orientados.

Nesta segunda-feira (15), nossa equipe de reportagem visitou a Rua São Pedro, principal via comercial da cidade, o Mercado do Pirajá, ponto de grande concentração de ambulantes. No trajeto, flagramos algumas lojas e bancas ainda de portas abertas e outras semiabertas, recepcionando clientes na entrada. Por outro lado, a circulação de pessoas na cidade é visivelmente menor.

Ainda na manhã de hoje (15), agentes foram coibir essa atividade ilegal. De acordo com o coordenador da Vigilância Sanitária do Município, Everton Alves, estes primeiros dias de isolamento social mais rígido estão sendo, sobretudo, de orientação, porque alguns estabelecimentos ainda querem resistir.

“Em caso de reincidência, começamos a notificar e podem ser até suspendidas as atividades ou multados”, detalha Everton Alves. 

Os agentes da vigilância atuam em duplas, cumprindo os horários de manhã, tarde e noite, ainda com apoio da Polícia Militar e fiscais da Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos do (Semasp). “A gente está descentralizando. Hoje, a gente iniciou nas lojas do Centro para aumentar a abrangência”, completa Alves.  

Resistência
A vendedora ambulante Maria do Rosário Ribeiro é uma das que se mantinham de pé, trabalhando no Centro, pois, não vê outra alternativa. “Eu entendo a situação muito difícil, porque não tenho outra fonte de renda”, ressalta. Gerente de uma loja de calçados, Rafael Leandro reforça que terão que readaptar: “Estamos trabalhando com delivery. É uma forma de evitar demissões, já que muitas famílias dependem disso”, acredita. 

Na avaliação do coordenador da Vigilância Sanitária do Município, a maioria dos comerciantes tem entendido a maneira correta de trabalhar, mantendo o uso de máscara, disponibilização de álcool em gel e utilizando serviço de delivery.

“É importante ressaltar que ele pode trabalhar via delivery, com estabelecimento fechado, trabalhadores seguindo as normas, atendendo por telefone, WhatsApp e mandar as entregas nas casas”, ressalta Alves.

Notificações
Apenas no mês de março, 11 estabelecimentos comerciais foram notificados na terra do Padre Cícero e um sofreu um auto de infração. Somando janeiro e fevereiro, chega a 34 notificados, 11 interditados e dois multados, este último foram dois restaurantes por não uso de máscara de clientes e funcionários. Os dados são preliminares. “Estamos aguardando o pessoal chegar (de campo) com essas notificações”, detalha Alves.

De acordo com o último boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde de Juazeiro do Norte, divulgado ontem (14), o Município soma 18.901 casos confirmados da Covid-19 - o segundo com maior número de infectados no Ceará. Destes, 467 estão em isolamento domiciliar e 41 hospitalizados. A terra do Padre Cícero já registra 372 óbitos.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.