Header Ads

População acima de 18 anos já pode realizar cadastro para vacinação no Ceará, diz Sesa

Pessoas com comorbidades seguirão como público-alvo
da campanha de vacinação Foto: Camila Lima

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) explicou nesta quinta-feira (11), através de tira-dúvidas publicado no site da Pasta, que "todo cidadão maior de 18 anos já pode se cadastrar" na plataforma Saúde Digital para vacinação contra a Covid-19. Contudo, o foco da imunização continuará sendo os grupos prioritários. Os demais, mesmo cadastrados, devem aguardar a chamada da Pasta.

Dessa forma, a nova orientação substitui a repassada nessa quarta-feira (10) pela própria Pasta, de que o foco do cadastro no Saúde Digital seria apenas a população enquadrada dos quatro grupos prioritários conforme o Plano Nacional de Imunização.

A imunização seguirá o calendário de cada município. Caso a pessoa não se encaixe na fase em vigência de vacinação, o cadastro ficará armazenado no banco de dados da plataforma, permitindo maior organização do plano de imunização do governo.

Mensagem nas redes sociais 
Uma mensagem que circula, desde quarta-feira (10), nas redes sociais informa que o cadastramento era obrigatório para todos os cearenses acima de 18 anos e estaria disponível durante 15 dias. A veracidade das informações não foi confirmada ontem pela Sesa.

No documento divulgado nesta quinta, a secretaria afirma que qualquer cidadão maior de idade já pode fazer o cadastro, porém não diz se há data para que o cadastro seja encerrado. A vacinação também não é obrigatória.

Atualmente o Ceará aplica a vacina contra a Covid-19 na população do grupo 1. Estão sendo imunizadas, no momento, profissionais da saúde, idosos com mais de 75 anos e idosos e pessoas com deficiência institucionalizados. 

Apenas com a chegada de mais imunizantes, é que a população dos próximos grupos poderá agendar para receber a vacina. Até esta quinta-feira (11), o Ceará recebeu oito lotes de imunizantes entre CoronaVac e da Oxford/AstraZeneca. 

Veja o tira-dúvidas da Sesa
Como sei se o agendamento da vacinação para o meu grupo já está disponível?

Você fica sabendo ao acessar o Cadastro de Vacinação, no Saúde Digital.

Posso me cadastrar mesmo sem fazer parte dos grupos prioritários?

Sim, todo cidadão maior de 18 anos já pode se cadastrar e aguardar o agendamento da vacina.

Realizei o cadastro, quando vou me vacinar?

Dependerá da chegada de vacinas e da agenda do seu município.

O que são grupos prioritários?

São grupos de maior risco, definidos pelo ministério da saúde.

1ª fase - Pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas; Pessoas com deficiência institucionalizadas População Indígena; Trabalhador da Saúde e Pessoas com 75 anos ou mais;

2ª fase - Povos e comunidades tradicionais quilombola; Pessoas com de 60 a 74 anos

3ª fase - Pessoas com comorbidades; Pessoas com deficiências permanente grave

4ª fase - Demais grupos

Posso mudar meus dados depois de confirmar o cadastro?

Alguns dados sim. Mas você não poderá mais mudar: CPF, CNS (Cartão SUS), e-mail, telefone, nome da mãe e raça/cor.

Depois que eu concluir o agendamento da vacinação, ainda posso alterar os dados do meu cadastro?

Não. Você só poderá alterar seus dados se cancelar o agendamento realizado.

O que fazer se eu não receber o e-mail de confirmação do cadastro?

Veja se a mensagem chegou na lixeira (spam) de seu e-mail. E se você não tiver certeza que digitou o e-mail certo, faça um novo cadastro. 

É possível cadastrar um mesmo CPF mais de uma vez?

Não. Após confirmar o cadastro, o CPF não poderá ser usado de novo.

É possível usar o mesmo e-mail para mais de um cadastro?

Não.  

Quem já tomou a primeira dose precisa se cadastrar nesse?

Não.

O que significa “Pessoa Institucionalizada”?

Pessoa que mora em instituições para idosos (casas de repouso, asilos ou abrigos) ou em residência inclusiva (moradia para jovens e adultos com deficiência, oferecida pelo Serviço de Acolhimento Institucional).

Quais doenças são classificadas como comorbidade?

Anemia falciforme; Arritmias cardíacas; Cardiopatias congênita no adulto; Cardiopatia hipertensiva; Cirrose hepática; Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar; Diabetes mellitus; Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas; Doença cerebrovascular; Doença renal crônica; Hipertensão arterial estágio 3; Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade; Imunossuprimidos Insuficiência cardíaca (IC); Miocardiopatias e Pericardiopatias; Obesidade mórbida; Pneumopatias crônicas graves; Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados; Síndrome de down; Síndromes coronarianas e Valvopatias 10.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.