Header Ads

Lei que cria o Dia Nacional do Sanfoneiro é sancionada

Foto: Sumaia Villela

O Diário Oficial da União publica, nesta terça-feira (20), a Lei nº 14.140, de 19 de abril de 2021, que institui o Dia Nacional do Sanfoneiro, a ser comemorado anualmente, em todo território nacional, na data de nascimento do músico Severino Dias de Oliveira, conhecido como Sivuca, que morreu aos 76 anos, no dia 14 de dezembro de 2006.

Severino Dias de Oliveira nasceu em Itabaiana, na Paraíba e levou a cultura nordestina para o mundo. Como compositor, arranjador, instrumentista, o mestre da sanfona participou de mais de 200 discos de gêneros musicais diferentes como bossa nova, forró, choro, baião, maracatu, frevo, entre outros.

A socióloga Flávia Barreto, filha de Sivuca, escreveu um livro biográfico do pai, Magnífico Sivuca: maestro da sanfona, no qual detalha a infância, a carreira do músico no Brasil e no exterior, as parcerias musicais.

“Sivuca é música, sempre foi música, em casa, fora de casa. Sivuca estava sempre tocando, ouvindo. Ele sempre foi música, desde criança”, disse Flavia.

A homenagem com a data vem justamente um dia após o Ceará perde o cantor e sanfoneiro Dedim Gouveia, que faleceu por complicações da Covid-19. O forrozeiro estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, no Bairro Messejana, desde o último dia 11 de abril.

Dedim Gouveia era natural de Redenção, cidade a 60 km de Fortaleza. Cresceu em Serra da Faísca, distrito de Redenção. Na escola, estudou até o 2º grau. Foi criado pela avó Isabel Moreira, sua grande incentivadora no meio musical, que apostava que ainda veria o neto fazer sucesso na música.

Incorporou o apelido de Dedim como nome artístico após começar a tocar sanfona aos 16 anos. Ao todo, lançou 13 CDs, 5 DVDs, embalando vários hits. Uma de suas últimas composições foi “A Natureza É Linda”, lançada em 2020.

Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.