Header Ads

Leitos pediátricos de UTI do Hospital Santo Antônio, em Barbalha, atingem lotação de 60%


Por Redação Gazeta do Cariri

Há alguns meses, a única e mais urgente preocupação era com os idosos e pessoas com comorbidades, justamente por serem os mais vulneráveis à infecção pelo novo coronavírus e também, por serem a maioria nas alas hospitalares.

Ultimamente houve uma reviravolta devido às mutações descobertas e ao comportamento dos mais jovens, segundo órgãos de saúde e especialistas. Agora, a disseminação e infecção tem acometido também crianças e adolescentes em uma proporção bem maior.

Esse segundo bimestre de 2021 já internou mais que o dobro de crianças do que janeiro e fevereiro na UTI Pediátrica do Hospital Santo Antônio, em Barbalha, mantido pela Fundação Otília Correia Saraiva (Focs).

Só no mês passado, foram 14 pacientes. Abril nem terminou e já bateu os números de março. Vale destacar que o hospital é referência para 45 municípios da macrorregião de saúde, recebendo crianças de 1 mês de idade até 13 anos.

Atualmente, há seis crianças na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado grave, o que corresponde a 60% de ocupação dos leitos.

A médica pediatra e coordenadora da UTI Pediátrica Covid-19 do Hospital Santo Antônio, Ana Flávia Bacalhau, destaca que está preocupada, pois a ocupação dos leitos praticamente dobrou do primeiro bimestre do ano para esse segundo.

A médica diz ainda que o atual momento é bem mais grave do que o passado. “Continuamos solicitando mais cuidados dos pais ao saírem e voltarem pra casa, mantendo sempre o distanciamento, isolamento social, uso de máscara e álcool em gel para assim evitar a contaminação dos filhos”, disse.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.